Um amor em chinês

"Coronavírus" até onde vai a ganância do ser humano

2020.05.14 00:26 cocadordeumbigo7 "Coronavírus" até onde vai a ganância do ser humano

Desde que o ser humano pensa, desde os homo-sapiens, ele arruma um jeitinho ou outro de conseguir se dar bem, porém no ano de 2020 fomos atingidos com o maior golpe da história, feito pela OMS, ONU, e o governo chinês.
Um curioso "vírus" se alastrou pelo mundo inteirou em questão de semanas, agora pensa comigo, por que a mídia não fala de outra coisa? só fala em passar álcool em gel na mão? bem, podemos ver claramente que isso não passa de um verdadeiro golpe de industria da venda do álcool em gel.
Aqui eu vou fazer alguns questionamentos:
Por que nenhum presidente morreu?
Por que o Bolsonaro que aperta a mão de todos não morreu?
Por que o vírus se alastrou pelo mundo todo menos pra pequín que é perto de onde ele nasceu?
E agora recomendações.
SAIAM DE CASA!
ABRACEM AS PESSOAS!
DEMONSTREM AMOR E CARINHO!
BEIJEM NA BOCA!
COMAM MULHERES!
SEJAM FELIZES!
NÃO ALIMENTEM A INDÚSTRIA DO ÁLCOOL EM GEL!
submitted by cocadordeumbigo7 to CoronavirusBrazil [link] [comments]


2020.01.07 17:23 bowfex Fala Zezé, bom dia cara.

Fala Zezé, bom dia, cara. Deixa eu te falar uma coisa.Eu estou pensando aqui, sei que está difícil para vocês aí arrumarem recursos, sei que está correndo atrás, mas estou falando por mim, não falei com ninguém tá, do time. Vê se você não consegue pelo menos pagar esses outros 60% antes do jogo de quinta-feira, que aí não precisa nem ter bicho, entendeu, para ganhar jogo.É uma motivação a mais para a gente cara, acertar o salário aí. Aí você não precisa arrumar uma premiação pra ganhar o jogo, porque a obrigação nossa é ganhar esse jogo. Tá louco! Se a gente não ganhar do CSA, pelo amor de Deus. Pô, faz esse esforço para a gente aí, até quinta-feira, tentar acertar esses 60% que estão atrasados do salário.
Versão gentleman:
Meus cumprimentos, caríssimo José. Desejo-te um dia benéfico, cavalheiro.Permita-me abrir um diálogo de suma importância com vossa senhoria: estive ocupado em meio às minhas reflexões, e reconheço que estás deveras complexa a arrecadação financeira do clube, assim como reconheço que tens sido deveras resiliente para resolver tal imbróglio.Contudo, me dirijo a vossa senhoria independentemente da opinião coletiva, pois não teci comentários com nenhum outro futebolista do Cruzeiro Esporte Clube. Indago-te a fim de verificar se não haveria a remota possibilidade de que vossa senhoria pudesse transferir uma mínima quantia percentual a qual se caracteriza com 60% do montante salarial. Isto é, antes que se chegue o arremate deste sexto dia da semana. Tal atitude de retomar os pagamentos se constituirá como um incentivo direcionado ao nosso coletivo de futebolistas. Portanto, vossa senhoria não necessitaria de cumprir com quaisquer adicionais monetários cuja cláusula de cumprimento cuja cláusula de cumprimento seria a vitória do Cruzeiro Esporte Clube. Ora, estás a se perder em condições mentais ditadas pela insanidade? Seria um enorme ultraje não sairmos vitoriosos no remate contra o Centro Sportivo Alagoano, pelo amor de nosso pai eterno!Então, por obséquio, peço encarecidamente que tu empregue de maneira mais satisfatória tuas energias, pois assim, há de se solucionar este débito que tem para conosco, afim de que repasse aos vossos jogadores os tais 60% deste quantitativo salarial até o dia de quinta- feira.
De cabeça pra baixo:
oıɹɐlɐs op sopɐsɐɹʇɐ oɐʇsǝ ǝnb %06 sǝssǝ ɹɐʇɹǝɔɐ ɹɐʇuǝʇ 'ɐɹıǝɟ-ɐʇuınb ǝʇɐ 'ıɐ ǝʇuǝƃ ɐ ɐɹɐd oɔɹoɟsǝ ǝssǝ zɐɟ 'od ˙snǝp ǝp ɹoɯɐ olǝd 'ɐsɔ op ɹɐɥuɐƃ oɐu ǝʇuǝƃ ɐ ǝs ¡oɔnol ɐʇ ˙oƃoɾ ǝssǝ ɹɐɥuɐƃ ǝ ɐssou oɐɔɐƃıɹqo ɐ ǝnbɹod 'oƃoɾ o ɹɐɥuɐƃ ɐɹɐd oɐɔɐıɯǝɹd ɐɯn ɹɐɯnɹɹɐ ɐsıɔǝɹd oɐu ǝɔoʌ ıɐ ˙ıɐ oıɹɐlɐs o ɹɐʇɹǝɔɐ 'ɐɹɐɔ ǝʇuǝƃ ɐ ɐɹɐd sıɐɯ ɐ oɐɔɐʌıʇoɯ ɐɯn ǝ ˙oƃoɾ ɹɐɥuɐƃ ɐɹɐd 'nǝpuǝʇuǝ 'oɥɔıq ɹǝʇ ɯǝu ɐsıɔǝɹd oɐu ıɐ ǝnb 'ɐɹıǝɟ-ɐʇuınb ǝp oƃoɾ op sǝʇuɐ %06 soɹʇno sǝssǝ ɹɐƃɐd souǝɯ olǝd ǝnƃǝsuoɔ oɐu ǝɔoʌ ǝs ǝʌ ˙ǝɯıʇ op 'ɐʇ ɯǝnƃuıu ɯoɔ ıǝlɐɟ oɐu 'ɯıɯ ɹod opuɐlɐɟ noʇsǝ sɐɯ 'sɐɹʇɐ opuǝɹɹoɔ ɐʇsǝ ǝnb ıǝs 'sosɹnɔǝɹ ɯǝɹɐɯnɹɹɐ ıɐ sǝɔoʌ ɐɹɐd lıɔıɟıp ɐʇsǝ ǝnb ıǝs 'ınbɐ opuɐsuǝd noʇsǝ nǝ ˙ɐsıoɔ ɐɯn ɹɐlɐɟ ǝʇ nǝ ɐxıǝp ˙ɐɹɐɔ 'ɐıp ɯoq 'ǝzǝz ɐlɐɟ
De trás pra frente:
oirálas od sodasarta oatse euq %06 sesse ratreca ratnet ,arief-atniuq eta :ia etneg arp oçrofse esse zaf ,oP .sueD ed roma olep ,ASC od rahnag oan etneg a eS .ocuol at ,ogoj esse rahnag etneg ad oacagirbo e euqrop ,ogoj o rahnag arap oacaimerp amu ramurra asicerp oan ecov ia E .oirálas o ratreca etneg arp siam a oãçavitom amu E .ogoj rahnag arap ohcib ret men asicerp oan ia euqroP .arief-atniuq ed ogoj od setna %06 sortuo sesse ragap sonem olep eugesnoc oan ecov es ev ;?at ,emit od méugnin moc ielaf oan ,mim rop odnalaf uotse sam ,sarta odnerroc oatse euq ies ,sosrucer meramurra secov arap licifid atse euq ies ,iuqa odnasnep uotse ue :asioc amu ralaf et ue axied ,arac aid mob ,ezeZ alaF
Zédroguês:
fALah zezeh...BOM DiaH...kaRAh...... dExXxah eU TI FAlaH 1 KoiZah...... EU TOW PEnsAnu AKI...sei ki TAH DiFiciu praH VUxXxEIxXx aiH ArRUMarem ReCuRsuxXx...sEi kI TaH kORRENu atRAixXx...mAxXx TOW FaLanU PoR MIm...naUm faLeI kUM nINgueM TAh...dU TiMe...... Ve si vUxXxE NaUM kOnsEGUe pELU - PAGah EXXixXx OTrUxXx 60% ANTixXx DU JogU dI 5ah...kI aIh Naum PReCizah nem Te bixXxu...ENteNDeU...PRAH ganHaH JOgu...... eh 1 moTIVAXXaUM A + pRah GENti KaRAh...ACerTaH u sALARiu aiH...... AIH VUxXxe nAum PReciZah ArrumAH 1 PremiaXXaum pRaH ganHAh U jOgU...pq A oBRIGaXXaUM NoXXaH eh Ganhah eXXI Jogu...... TaH Locu!!!!! sI A GeNTi nAuM ganHaH du CSA...PElU Amor Di DeuxXx...... PU...FAIxXx eXXi ESfORXXU prAh GEntI AiH...Ateh 5aH...tenTAh aCErTah EXXIxXx 60% KI TAum atrasaDUxXx Du saLAriU......
Em inglês:
What's up Zeze, good morning, man. Let me tell you something. I'm thinking here, I know it's hard for you to get resources, I know you're running after it, but I'm talking for myself, I didn't talk to anyone, from the team. See if you can't at least pay that other 60% before Thursday's game, which you don't even have to have, you know, to win the game. It's an extra motivation for us man, to set the salary right there. Then you don't have to get a prize to win the game, because our obligation is to win this game. You are crazy! If we don't beat CSA, for God's sake. Well, make this effort for us, until Thursday, to try to hit this 60% that are behind the salary.
Espanhol:
Di Zeze, buenos días, hombre. Déjame decirte algo. Estoy pensando aquí, sé que es difícil para ti obtener recursos, sé que lo estás buscando, pero estoy hablando por mí mismo, no hablé con nadie del equipo. Vea si al menos no puede pagar ese otro 60% antes del juego del jueves, que ni siquiera tiene que tener, ya sabe, para ganar el juego. Es una motivación extra para nosotros, chicos, obtener el salario allí mismo. Entonces no tienes que obtener un premio para ganar el juego, porque nuestra obligación es ganarlo. ¡Esta loco! Si no vencemos a CSA, por el amor de Dios. Bueno, haga este esfuerzo para nosotros, hasta el jueves, para tratar de alcanzar este 60% que está detrás del salario.
Italiano:
Di 'Zeze, buongiorno, amico. Lascia che ti dica una cosa. Sto pensando qui, so che è difficile ottenere risorse, so che stai correndo dietro di esso, ma sto parlando da solo, non ho parlato con nessuno, dal team. Vedi se non riesci almeno a pagare quell'altro 60% prima della partita di giovedì, che non devi nemmeno avere, sai, per vincere la partita. È una motivazione in più per noi, uomo, stabilire lo stipendio proprio lì. Quindi non devi ottenere un premio per vincere la partita, perché il nostro obbligo è vincere questa partita. È pazzesco! Se non battiamo CSA, per l'amor di Dio. Bene, fai questo sforzo per noi, fino a giovedì, per cercare di raggiungere questo 60% che è dietro lo stipendio.
Japonês:
Ohayōgozaimasu nanika oshietekudasai. Watashi wa koko de kangaete imasu, anata ga risōsu o te ni ireru no wa muzukashī koto o shitte imasu, anata wa sore o oikakete iru koto o shitte imasuga, watashi wa jibun jishin no tame ni hanashite iru, watashi wa chīmu no dare-tomo hanashimasendeshita mokuyōbi no gēmu no mae ni, sukunakutomo sono 60-pāsento o shiharau koto ga dekinai ka dō ka o kakuninshitekudasai. Kyūryō o sugu ni settei suru koto wa, watashitachi ningen ni totte no tsuika no dōkidesu. Kono gēmu ni katsu koto wa watashitachi no gimudearu tame, gēmu ni katsu tame ni shōhin o shutoku suru hitsuyō wa arimasen. Kureijīda! Watashitachi ga CSA ni katenakereba,-shin no tame ni. Sate, mokuyōbi made, kyūyo no haigo ni aru kono 60-pāsento o tassei shiyou to suru tame ni, kono doryoku o shite kudasai.
Chinês:
说Zeze,早上好,伙计。 让我告诉你一些事。 我在想,我知道您很难获得资源,我知道您正在追逐,但我在为自己说话,我没有与团队中的任何人交谈。 看看您是否至少不能在周四的比赛之前支付其他60%的费用,您甚至不必知道就可以赢得比赛。 对我们来说,这是额外的动力,希望在那里获得薪水。 然后,您不必获得奖励就可以赢得比赛,因为我们的义务是赢得这场比赛。 太疯狂了! 如果我们不打败CSA,请看在上帝的份上。 好吧,为我们做出努力,直到星期四,力争将这落后于工资的60%做到这一点。
Alemão:
Sag Zeze, guten Morgen, Mann. Lass mich dir etwas sagen. Ich denke hier, ich weiß, es ist schwer für dich, an Ressourcen zu kommen, ich weiß, dass du hinterher rennst, aber ich spreche für mich selbst, ich habe mit niemandem aus dem Team gesprochen. Sehen Sie, wenn Sie nicht mindestens die anderen 60% vor dem Spiel am Donnerstag bezahlen können, die Sie nicht einmal haben müssen, um das Spiel zu gewinnen. Es ist eine zusätzliche Motivation für uns Menschen, das Gehalt genau dort festzulegen. Dann brauchen Sie keinen Preis, um das Spiel zu gewinnen, denn wir sind verpflichtet, dieses Spiel zu gewinnen. Es ist verrückt! Wenn wir CSA nicht schlagen, um Gottes willen. Nun, bemühen Sie sich, bis Donnerstag, diese 60% zu erreichen, die hinter dem Gehalt liegen.
Francês:
Dites Zeze, bonjour, mec. Laisse-moi te dire quelque chose. Je pense ici, je sais qu'il est difficile pour vous d'obtenir des ressources, je sais que vous courez après, mais je parle pour moi, je n'ai parlé à personne, de l'équipe. Voyez si vous ne pouvez pas au moins payer cet autre 60% avant le match de jeudi, que vous n'avez même pas besoin d'avoir, vous savez, pour gagner le match. C'est une motivation supplémentaire pour nous les gars, pour obtenir le salaire juste là. Ensuite, vous n'avez pas besoin d'obtenir un prix pour gagner le jeu, car notre obligation est de gagner ce jeu. C'est fou! Si nous ne battons pas CSA, pour l'amour de Dieu. Eh bien, faites cet effort pour nous, jusqu'à jeudi, pour essayer d'atteindre les 60% qui sont derrière le salaire.
Russo:
Скажи Зезе, доброе утро, мужик. Позвольте мне сказать вам кое-что: я думаю здесь, я знаю, что вам трудно получить ресурсы, я знаю, что вы бежите за этим - но я говорю за себя, я не разговаривал ни с кем в команде, хорошо? Посмотрите, не можете ли вы заплатить еще 60% до четверговой игры. Потому что тогда вам даже не нужно иметь животное, чтобы выиграть игру. Это еще одна мотивация для нас: получить правильную зарплату. И тогда вам не нужно получать приз, чтобы выиграть игру, потому что это наша обязанность выиграть эту игру, это безумие. Если мы не победим CSA, ради бога. Ну, сделайте это для нас там: до четверга постарайтесь поразить эти 60%, которые отстают от зарплаты.
Morse:
..-. .- .-.. .- / --.. . --.. . --..-- / -... --- -- / -.. .. .- / -.-. .- .-. .- --..-- / -.. . .. -..- .- / . ..- / - . / ..-. .- .-.. .- .-. / ..- -- .- / -.-. --- .. ... .- / . ..- / . ... - --- ..- / .--. . -. ... .- -. -.. --- / .- --.- ..- .. --..-- / ... . .. / --.- ..- . / . ... - .- / -.. .. ..-. .. -.-. .. .-.. / .--. .- .-. .- / ...- --- -.-. . ... / .- .-. .-. ..- -- .- .-. . -- / .-. . -.-. ..- .-. ... --- ... --..-- / ... . .. / --.- ..- . / . ... - .- --- / -.-. --- .-. .-. . -. -.. --- / .- - .-. .- ... --..-- / -- .- ... / . ... - --- ..- / ..-. .- .-.. .- -. -.. --- / .--. --- .-. / -- .. -- --..-- / -. .- --- / ..-. .- .-.. . .. / -.-. --- -- / -. .. -. --. ..- . -- / -.. --- / - .. -- . --..-- / - .- ..--.. / ...- . / ... . / ...- --- -.-. . / -. .- --- / -.-. --- -. ... . --. ..- . / .--. . .-.. --- / -- . -. --- ... / .--. .- --. .- .-. / . ... ... . ... / --- ..- - .-. --- ... / -.... ----- / .- -. - . ... / -.. --- / .--- --- --. --- / -.. . / --.- ..- .. -. - .- -....- ..-. . .. .-. .- .-.-.- / .--. --- .-. --.- ..- . / .- .. / -. .- --- / .--. .-. . -.-. .. ... .- / -. . -- / - . .-. / -... .. -.-. .... --- / .--. .- .-. .- / --. .- -. .... .- .-. / .--- --- --. --- .-.-.- / . / ..- -- .- / -- --- - .. ...- .- --- / .- / -- .- .. ... / .--. .-. .- / --. . -. - . / .- -.-. . .-. - .- .-. / --- / ... .- .-.. .- .-. .. --- .-.-.- / . / .- .. / ...- --- -.-. . / -. .- --- / .--. .-. . -.-. .. ... .- / .- .-. .-. ..- -- .- .-. / ..- -- .- / .--. .-. . -- .. .- -.-. .- --- / .--. .- .-. .- / --. .- -. .... .- .-. / --- / .--- --- --. --- --..-- / .--. --- .-. --.- ..- . / . / --- -... .-. .. --. .- -.-. .- --- / -.. .- / --. . -. - . / --. .- -. .... .- .-. / . ... ... . / .--- --- --. --- --..-- / - .- / .-.. --- ..- -.-. --- .-.-.- / ... . / .- / --. . -. - . / -. .- --- / --. .- -. .... .- .-. / -.. --- / -.-. ... .- --..-- / .--. . .-.. --- / .- -- --- .-. / -.. . / -.. . ..- ... .-.-.- / .--. --- --..-- / ..-. .- --.. / . ... ... . / . ... ..-. --- .-. --- / .--. .-. .- / --. . -. - . / .- .. / .- - . / --.- ..- .. -. - .- -....- ..-. . .. .-. .- --..-- / - . -. - .- .-. / .- -.-. . .-. - .- .-. / . ... ... . ... / -.... ----- / --.- ..- . / . ... - .- --- / .- - .-. .- ... .- -.. --- ... / -.. --- / ... .- .-.. .- .-. .. --- .-.-.-
Binário:
01000110 01100001 01101100 01100001 00100000 01011010 01100101 01111010 11101001 00100000 01100010 01101111 01101101 00100000 01100100 01101001 01100001 00100000 01100011 01100001 01110010 01100001 00101110 00100000 01000100 01100101 01101001 01111000 01100001 00100000 01100101 01110101 00100000 01110100 01100101 00100000 01100110 01100001 01101100 01100001 01110010 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01100011 01101111 01101001 01110011 01100001 00101110 00100000 01000101 01110101 00100000 01100101 01110011 01110100 01101111 01110101 00100000 01110000 01100101 01101110 01110011 01100001 01101110 01100100 01101111 00100000 01100001 01110001 01110101 01101001 00101100 00100000 01110011 01100101 01101001 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100101 01110011 01110100 11100001 00100000 01100100 01101001 01100110 11101101 01100011 01101001 01101100 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01110110 01101111 01100011 11101010 01110011 00100000 01100001 11101101 00100000 01100001 01110010 01110010 01110101 01101101 01100001 01110010 01100101 01101101 00100000 01110010 01100101 01100011 01110101 01110010 01110011 01101111 01110011 00101100 00100000 01110011 01100101 01101001 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100101 01110011 01110100 11100001 00100000 01100011 01101111 01110010 01110010 01100101 01101110 01100100 01101111 00100000 01100001 01110100 01110010 11100001 01110011 00101100 00100000 01101101 01100001 01110011 00100000 01100101 01110011 01110100 01101111 01110101 00100000 01100110 01100001 01101100 01100001 01101110 01100100 01101111 00100000 01110000 01101111 01110010 00100000 01101101 01101001 01101101 00101100 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01100110 01100001 01101100 01100101 01101001 00100000 01100011 01101111 01101101 00100000 01101110 01101001 01101110 01100111 01110101 11101001 01101101 00100000 01110100 11100001 00101100 00100000 01100100 01101111 00100000 01110100 01101001 01101101 01100101 00101110 00100000 01010110 11101010 00100000 01110011 01100101 00100000 01110110 01101111 01100011 11101010 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01100011 01101111 01101110 01110011 01100101 01100111 01110101 01100101 00100000 01110000 01100101 01101100 01101111 00100000 01101101 01100101 01101110 01101111 01110011 00100000 01110000 01100001 01100111 01100001 01110010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 01110011 00100000 01101111 01110101 01110100 01110010 01101111 01110011 00100000 00110110 00110000 00100101 00100000 01100001 01101110 01110100 01100101 01110011 00100000 01100100 01101111 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00100000 01100100 01100101 00100000 01110001 01110101 01101001 01101110 01110100 01100001 00101101 01100110 01100101 01101001 01110010 01100001 00101100 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100001 11101101 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01110000 01110010 01100101 01100011 01101001 01110011 01100001 00100000 01101110 01100101 01101101 00100000 01110100 01100101 01110010 00100000 01100010 01101001 01100011 01101000 01101111 00101100 00100000 01100101 01101110 01110100 01100101 01101110 01100100 01100101 01110101 00101100 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00101110 00100000 11001001 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01101101 01101111 01110100 01101001 01110110 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01100001 00100000 01101101 01100001 01101001 01110011 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100001 00100000 01100111 01100101 01101110 01110100 01100101 00100000 01100011 01100001 01110010 01100001 00101100 00100000 01100001 01100011 01100101 01110010 01110100 01100001 01110010 00100000 01101111 00100000 01110011 01100001 01101100 11100001 01110010 01101001 01101111 00100000 01100001 11101101 00101110 00100000 01000001 11101101 00100000 01110110 01101111 01100011 11101010 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01110000 01110010 01100101 01100011 01101001 01110011 01100001 00100000 01100001 01110010 01110010 01110101 01101101 01100001 01110010 00100000 01110101 01101101 01100001 00100000 01110000 01110010 01100101 01101101 01101001 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01101111 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00101100 00100000 01110000 01101111 01110010 01110001 01110101 01100101 00100000 01100001 00100000 01101111 01100010 01110010 01101001 01100111 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01101110 01101111 01110011 01110011 01100001 00100000 11101001 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 00100000 01101010 01101111 01100111 01101111 00101110 00100000 01010100 11100001 00100000 01101100 01101111 01110101 01100011 01101111 00100001 00100000 01010011 01100101 00100000 01100001 00100000 01100111 01100101 01101110 01110100 01100101 00100000 01101110 11100011 01101111 00100000 01100111 01100001 01101110 01101000 01100001 01110010 00100000 01100100 01101111 00100000 01000011 01010011 01000001 00101100 00100000 01110000 01100101 01101100 01101111 00100000 01100001 01101101 01101111 01110010 00100000 01100100 01100101 00100000 01000100 01100101 01110101 01110011 00101110 00100000 01010000 11110100 00101100 00100000 01100110 01100001 01111010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 00100000 01100101 01110011 01100110 01101111 01110010 11100111 01101111 00100000 01110000 01100001 01110010 01100001 00100000 01100001 00100000 01100111 01100101 01101110 01110100 01100101 00100000 01100001 11101101 00101100 00100000 01100001 01110100 11101001 00100000 01110001 01110101 01101001 01101110 01110100 01100001 00101101 01100110 01100101 01101001 01110010 01100001 00101100 00100000 01110100 01100101 01101110 01110100 01100001 01110010 00100000 01100001 01100011 01100101 01110010 01110100 01100001 01110010 00100000 01100101 01110011 01110011 01100101 01110011 00100000 00110110 00110000 00100101 00100000 01110001 01110101 01100101 00100000 01100101 01110011 01110100 11100011 01101111 00100000 01100001 01110100 01110010 01100001 01110011 01100001 01100100 01101111 01110011 00100000 01100100 01101111 00100000 01110011 01100001 01101100 11100001 01110010 01101001 01101111 00101110
Árabe:
قل زيزي ، صباح الخير يا رجل. اسمحوا لي أن أقول لك شيئا. أنا أفكر هنا ، أعلم أنه من الصعب عليك الحصول على الموارد ، وأنا أعلم أنك تعمل خلفها ، لكنني أتحدث عن نفسي ، ولم أتحدث إلى أي شخص ، من الفريق. تعرف على ما إذا كنت لا تستطيع دفع 60٪ على الأقل قبل مباراة يوم الخميس ، والتي لا يجب عليك حتى الفوز بها ، كما تعلمون. إنه دافع إضافي لنا نحن الرجال للحصول على الراتب هناك. ثم لا يتعين عليك الحصول على جائزة للفوز باللعبة ، لأن التزامنا هو الفوز بهذه اللعبة. انه مجنون! إذا لم نفوز على CSA ، من أجل الله. حسنًا ، بذل هذا الجهد من أجلنا ، حتى يوم الخميس ، لمحاولة الوصول إلى نسبة الـ 60٪ التي وراء الراتب.
submitted by bowfex to Copicola [link] [comments]


2019.10.28 11:05 darkalemanbr O dia que eu levei pra cama uma mina cliente do meu trampo

Quando eu tava fazendo facul de pedagogia bovina, eu tive que arrumar um trampo pra poder pagar a mensalidade e o aluguel da minha kitchenette (quitinete pra quem não fala inglês) depois que meus pais me chutaram pra fora de casa por ter 32 anos e nunca ter arranjado um emprego. (Como se a culpa fosse minha e não dessa crise do caralho culpa do governo esquerdalha que fez meu papai perder seu cargo público) Enfim...
Aí eu comecei no trampo novo de ajudante de barman numa balada. Meu serviço era basicamente preparar os ingredientes das bebidas que ele fazia, tipo descascar abacaxi pra fazer pina colada etc. O ácido do abacaxi comeu tudo as minhas digital dos dedos, sérinho velho. Mano não entendo a pira que essas mina tem de tomar suco de fruta batizado com pinga...
Beleza. Aí depois de uns 6 meses ali eu já tava fazendo malabares com abacaxi e tal e as chapada locona ficava gritando no balcão vendo nós bater suco com balalaika. Aí que minha sorte mudou.
Um belo dia depois de mais uma noite de ver gente com a camisa toda vomitada, eu saindo do expediente uma mina coisa mais linda, baixinha tipo 1,50m, moreninha de olhos verdes, já bem grog, encostada na parede não conseguia nem ficar de pé direito, me aborda e pergunta:
Oiii. Nossa você não é o cara do abacaxi lá do bar?!
Aí eu respondo:
Eu mesmo. Gostou da apresentação, linda?
E ela retruca, em tom de ironia:
Haha nooossa amei foi o máximo. Uhul. Você leva jeito com a fruta mesmo né...
Aí conversa vai, conversa vem, pergunto pra ela se ela tava esperando alguém, aí ela:
Entããão... Eu tava com a minha amiga mas ela foi embora e me deixou aqui, eu tô esperando pra ver se alguém me dá carona...
Aí meu parceiro, minha testosterona entrou em ação. Claro que me aproveitei da situação e ofereci carona:
A gente podia dividir um Uber... Mas só tem uma condição: ele vai parar só na minha casa.
Aí a feição dela já mudou, e pasmem confrades, ela topou:
Hmmm. Digo bora, eu gostei de você.
Aí depois de 17 minutos a nossa carroagem do amor chega. Embarcamos atrás e mandei o motorista tocar (o carro, lógico). Aí na segunda esquina ela já encostou a cabeça no meu ombro e adormeceu. Ela babou um pouco na minha peita original do Avenged Sevenfold mas tudo bem.
Aí chegamos na minha humilde residência. Eu acordo ela com uma voz melosa de mãe americana pra não assustar:
Acorda meu amor. Nós já chegamos.
Ela olha pra mim com aqueles olhos de chinês em transe e, com muito esforço, fica de pé. Eu como sou homem cavalheiro, ajudei a donzela até o meu sofá, onde ela se sentou. Enquanto ela repousava suas nádegas suadas, fui buscar um copo d'água filtrada no meu filtro de barro (que aliás é o melhor do mundo) para reidratá-la e prepará-la para nossa noite nupcial. Para meu desapontamento, ao retornar, ela se encontrava novamente deitada e salivando, em sono profundo.
Bom, aí meus chapas, vocês já sabem o que acontece com mulher gostosa em coma alcoólica na minha casa: carreguei ela pra cama, tirei o sapatinho dela, afrouxei a roupinha dela e coloquei a coberta por cima dela e deixei ela dormindo uma bela noite de sono numa posição confortável enquanto fui dormir no sofá.
Já de dia, ela me acorda e diz:
Oi. Nossa eu tô perdidassa, que vergonha. Quem é você e onde nós estamos?
Eu falo o meu nome e explico toda a história da balada, Uber e que ela pegou no sono e não tinha rolado nada e tal... Daí ela exclama:
Caralho, meu namorado vai me matar. Eu tô sem crédito... Me empresta seu celular pra ligar pra ele?
Com pena da situação da pobre moça, cedi:
Oi amor... Tô na casa de um amigo... Não!!! Deixa de ser besta, ele é gay... Tá... Tá bom... Eu te mando a localização... Beijo... Também te amo... Tchau.
Ela se direciona a mim de novo:
Ele tá vindo me buscar. Obrigado, tá?! Desculpa qualquer coisa...
E ela foi embora...
Depois, por curiosidade fui ver para qual número ela havia ligado e percebi que o número estava na minha lista de contatos! O nome do namorado dela? u/nomanoid
submitted by darkalemanbr to circojeca [link] [comments]


2019.10.24 11:24 General_Gobber Ambientalista deprimido. (also, política)

Aviso: Desabafo prolixo à frente.

Nesses últimos anos eu tenho pesquisado mais e mais sobre preservacionismo e ambientalismo, e apesar de muitos colegas e amigos me considerarem ´´libertário`` pelas minha advocacia à favor de pautas economicamente liberais, ambos e outros também me chamam de esquerdista quando eu valorizo mais a preservação da vida não humana ao invés de valorizar a economia, eu prefiro ter uma qualidade de vida menor em detrimento de outras espécies viverem no planeta do que ter uma ótima qualidade de vida passando por cima de qualquer outro ser com membranas plasmáticas em suas células.
Nos últimos anos tivemos queimadas criminosas, vendas de animais e pescaria ilegal, ao mesmo tempo que isso acontece, nosso órgão regulador é muito, muito incompetente, eu crio hamsters há alguns meses e descobri por exemplo que por causa de uma portaria do ibama de 98 não podemos criar hamsters campbell, chinês e roborovisk legalmente no Brasil, sendo que em todos os outros países eles são reconhecidos como os animais domésticos que são, esses hamster tem importação proibida, enquanto o hamster Europeu que nem existe no Brasil está legalizado mas não pode ser importado, o que não faz sentido nenhum.
Não bastasse tudo isso acontecendo, por anos fui chamado de esquerdista toda vez que trazia o assunto, porque por algum motivo o bom senso de preservar a vida na terra, o único planeta com vida que conhecemos no universo observável de 14 bilhões de parsecs não tem tanto valor assim, há não ser que você seja um comunistinha coletivista. Ao mesmo tempo que isso vinha acontecendo, recentemente me vejo nessa situação: Vou pesquisar e descubro que as queimadas no Brasil cresceram de uma média de 100.000 ocorrências anuais de 1999,2000 e seguindo para 350.000 quando o Lula assumiu, ela cresceu e em 2004 fez mais de um milhão de ocorrências, e vem aumentando com o tempo, isso sendo que essas são controladas e perde-se menos. Esse ano estamos tempo muitas queimadas no Pará, como sempre, assim como no Maranhão, mesmo assim, o mundo inteiro, como eu vi aqui no reddit e em outras mídias, vem falando da Floresta Amazônica, mesmo que nesse ano as queimadas nem estejam tão agressivas como nos últimos anos.
Eu realmente notei que a imprensa internacional está falando bastante do nosso verde, mesmo que tenham destruídos todo o verde deles e cagado para o preservacionismo em toda a sua história. A nossa direita falou e falou que tudo isso era só para ter algo pra culpar no governo Bolsonaro, e eu devo dizer que ainda não descartei essas opiniões.
Eu tive uma breve esperança de que o ambientalismo poderia pegar carona nesse bafafá e que as pessoas começassem a se importar mais, até que isso aconteceu.
Eu jogo no google pra ver todos os jornais noticiando como isso é ainda pior que as queimadas da floresta amazônica ( e é), e o que eu vejo? Notícias breves em alguns sites não tão conhecidos, e nos conhecidos, propagandas políticas. Olha só, vazou petróleo, a nossa fonte de oxigênio está indo para o caralho, perdemos vida marinha pra cacete, tem 2.000 quilômetros de óleo cancerígeno na praia, mas olha só como o presidente do país é racista. A notícia começa a engatar, já já vai ter presidente Europeu falando sobre e... A Petrobras faz uma nota dizendo que o suspeito principal é a Venezuela. Pronto, não precisamos falar sobre isso, vida que segue, eu volto a ser o direitista chato falando de imposto, o esquerdista comunistinha falando dos corais morrendo.

Esse é o meu desabafo, tudo virou política nesse país, eu penso da forma que eu penso por amor, por revolta, por compaixão, por raiva, por ser humano, mas no Brasil o conceito de um homem como um animal político de Aristóteles foi levado para o lado de ´´O homem é um ser escravo``. Não podemos analisar nada em nenhuma ideologia que não seja o progressismo ou o conservadorismo, o povo vai te rotular e te ignorar, ou você é esquerdalha, ou bolsominion, e eu já estou no meu limite com esse papinho.
submitted by General_Gobber to desabafos [link] [comments]


2019.09.07 14:37 TaoQingHsu Capítulo 11: Dar refeições se transforma em vitória

(Capítulo 11) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda
Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 dC): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Capítulo 11: Dar refeições se transforma em vitóriaO Buda disse: “Dar cem refeições a pessoas más não é tão bom quanto dar uma boa refeição a uma pessoa;dar mil refeições a boas pessoas não é tão bom quanto dar uma refeição para uma pessoa que obedece aos cinco preceitos;dar refeições a dez mil pessoas que obedecem aos cinco preceitos não é tão bom quanto dar uma refeição a Srotāpanna;dar um milhão de refeições a Srotāpanna não é tão bom quanto dar uma refeição a Sakridāgāmi;dar dez milhões de refeições a Sakridāgāmis não é tão bom quanto dar uma refeição a Anāgāmi;dar cem milhões de refeições Anāgāmis não é tão bom quanto dar uma refeição a Arhat;dar dez cem milhões de refeições de Arhats não é tão bom quanto dar uma refeição a Pratyeka-buddha;dar dez mil milhões de refeições de Pratyeka-buddha não é tão bom quanto dar uma refeição a um Buda do Terceiro Mundo;dar mil trilhões de refeições de três mundos de Buddhas não é tão bom quanto dar uma refeição a uma pessoa que está em estado de não pensar, não morar, não praticar e não provar ”.
Dar refeições aos outros se transforma em vitória; a vitória não é sobre os outros, mas para nós mesmos. Se dermos refeições a cem pessoas más, o que fizemos foi ajudá-las a fazer as coisas más. Isso significa que fazemos as coisas más indiretamente. Não é a vitória, mas a perda da nossa vida e do nosso espírito.
Pelo contrário, se dermos refeições a mil pessoas boas. O que fizemos foi ajudá-los a fazer as coisas boas. Isso significa que fazemos as coisas boas diretamente. É a vitória para aumentar a felicidade pela nossa vida e pelo nosso espírito. As pessoas acima mencionadas são as pessoas que não aprendem o Buda e não praticam o Tao. Mas isso não significa que eles não sejam boas pessoas. Se aprender o Buda e se praticar o Dao ou não, não está relacionado a se a pessoa é boa ou não. Se uma pessoa má pudesse arrepender-se de sua falta, tivesse o coração de compaixão e desejasse alcançar o estado de Buda, ele também poderia aprender o Buda.
Se uma pessoa aprendesse o Buda, ele seria ensinado a obedecer aos cinco preceitos no primeiro trabalho de classe. Aqueles que são aprendizes de Buda, mas não monge ou freira budista, são necessários para obedecer aos cinco preceitos. Uma pessoa boa não obedece necessariamente a esses cinco preceitos. Mesmo não sendo o aprendiz de Buda, também podemos obedecer aos cinco preceitos automaticamente. Então, quais são os cinco preceitos? É o seguinte: Não matar os outros e não nos matar.Não roubar.Não fazer sexo de maneira inadequada. Isto é, não se prejudique e não prejudique os outros, e respeite um ao outro.Não mentir.Não tomar álcool ou drogas ilegais. É demonstrar que obedecer aos cinco preceitos é a vitória. Como sabemos, tal vitória não se compara a outros, mas a nós mesmos. Oferecer refeições à pessoa que obedece aos cinco preceitos é melhor do que oferecer refeições a mil pessoas boas. É a vitória também.
Srotāpanna, Sakridāgāmi e Anāgāmi são sânscritos e são algum tipo de substantivo. Eles não são limitados em monge ou freira budista. Isto é, eles são usados ​​para identificar o nível de cada aprendiz de Buda. Eles também são mencionados em diferentes escrituras e, às vezes, a explicação para eles é diferente. Em uma palavra, ao aprender Buda, eles ainda estão em níveis diferentes de autoconservação.
Além disso, eles ainda não foram capazes de se libertar do sofrimento, muito menos de ter a capacidade de salvar outros para libertar-se do sofrimento. Por quê? Na virtude, sabedoria e bem-aventurança, o que eles fizeram e o que ganharam não é suficiente. É por isso que eles estão se poupando em esforço, mas não em outros. Também existe a diferença de grau. O grau de Srotāpanna é menor que Sakridāgāmi. E o grau de Sakridāgāmi é menor que Anāgāmi. Mesmo que isso, em virtude, sabedoria e bem-aventurança, eles sejam melhores do que a pessoa que obedece aos cinco preceitos.
Arhat e Pratyeka-buddha foram libertados do sofrimento. Isso também significa que eles conseguiram mais em virtude, sabedoria e felicidade. Mas por que dar a cem milhões de refeições de Arhats não é tão bom quanto dar uma refeição a Pratyeka-buddha? Se alguém quiser atingir o grau de Arhat, eles ainda terão que depender da força da sabedoria e da força de compaixão de Buda; além disso, eles têm que colocar o Dao em prática e então provar o fruto de Dao. Significa que ser Arhat ainda precisa ouvir a lei de Buda e ser ensinado por Buda. Arhat também tem a capacidade de falar da lei de Buda.
Mas aqueles que alcançam o grau de Pratyeka-buddha dependem de si para serem iluminados. Isso significa que eles alcançaram a iluminação da igualdade-sabedoria e a natureza do Buda. Eles também estão em estado de não praticar e não provar. Sendo Pratyeka-buddha não ouve a lei de Buda de Buda, e também não é ensinado por Buda. Eles não falam da lei de Buda. Na sabedoria e virtude, seu grau é mais do que o grau de Arhat. Assim, oferecer uma refeição para Arhat ou Pratyeka-buddha conectaria com eles, para nutrir seu corpo e ajudá-los a alcançar o estado de Buda. Isso também nos ajudaria a semear a semente da sabedoria, virtude e bem-aventurança nesta vida; e os frutos da sabedoria, virtude e bem-aventurança seriam ganhos em nossa vida presente e em nossa vida futura.
É por isso que o budista está mais disposto a oferecer qualquer coisa ao aprendiz de Buda, especialmente àquelas pessoas que são iluminadas na natureza do Buda. Mas isso não significa que o budista não ofereça nada aos pobres. No budismo, é o conceito de que aqueles que estão nos pobres são porque são mesquinhos com o dinheiro e não estão dispostos a oferecer qualquer coisa aos outros generosamente em sua vida passada. Essa é a causa do passado para fazer o resultado presente. Percebendo a igualdade, os pobres também estão tendo a natureza de Buda, no entanto, sua natureza de Buda ainda não foi iluminada. Ou seja, sua sabedoria natural ainda foi coberta, não apareceu. Se nossa sabedoria natural aparecesse, seríamos muito felizes e estaríamos cheios de riquezas. Há duas explicações para o Buda dos Três Mundos, é sobre o tempo e o espaço, o que significa que o Buda viveu no passado mundo / tempo, o Buda viveu no mundo / tempo presente e o Buda viveu no mundo futuro / O outro é destinado ao Buda Sakyamuni no mundo do meio, o Buda Amitabha no mundo ocidental e o Farmacêutico de Buda - luz de vidro no mundo oriental.
O espaço e o tempo são unificados, são um e são ilimitados. Portanto, não importa qual Buda esteja em qualquer momento ou em cada espaço, eles são um. Este conceito é difícil de ser entendido, muito menos de ser experimentado e provado por si mesmo, a menos que o conceito para a linha divisória existente e para a diferenciação de qualquer coisa tenha sido quebrado e eliminado totalmente.
Em nossa cognição, o Buda dos Três Mundos é alguém que deve ser respeitado por nós. Na experiência profunda, o Buda dos Três Mundos não está em nosso exterior, mas em nossa natureza própria. Quando respeitamos o Buda dos Três Mundos, também queremos nos respeitar. Quando oferecemos refeições ao Buda dos Três Mundos, também se destina a oferecer algo para nós mesmos. O Buda dos Três Mundos é unificado conosco. Somos Um. O que é Buda?Quando alguém se ilumina totalmente da sabedoria, liberta do sofrimento e conhece toda a verdade, enquanto isso, não tem mais medo no coração, e também pode usar seu grande poder de bondade e simpatia para salvar todos os seres sencientes, a fim de libertem-se do sofrimento na vida e na morte, chamamos essa pessoa de “Buda” para respeitá-la. Na língua chinesa, chamamos de "Fo" ou "Fu", que é transliterado da palavra chinesa, e sua língua original é do sânscrito.
Agora temos uma pergunta. O acima mencionado mencionou que o Buda dos Três Mundos é unificado conosco e nós somos um. Por que não somos Buda? Esse não é o problema do Buda dos Três Mundos, mas o nosso. É porque o nosso coração interior não está no reino de Buda. Isso também significa que ainda não alcançamos o estado de Buda.
Então, dar refeições ao Buda dos Três Mundos é mais vitória; é porque é difícil para nós oferecer refeições para eles. Se tivermos a oportunidade de oferecer refeições a eles, isso também significa ter mais chance de nos libertarmos do sofrimento e ter a chance de ganhar mais virtude, sabedoria e bem-aventurança, e ter a chance de alcançar o estado de Buda, devido à O Buda dos Três Mundos nos daria sabedoria e compaixão, nos ensinaria o budismo e como ser iluminado. É por isso que oferecer refeições ao Buda dos Três Mundos é uma vitória especial. Já é uma vitória tão especial. Por que doar milhares e milhares de milhões de refeições de Budas Três-Mundiais não é tão bom quanto dar uma refeição a uma pessoa que está em estado de não pensar, não morar, não praticar e não provar?
Nenhuma moradia significa não se apegar ou não depender de nada. Uma pessoa que está em estado de não pensar, sem morada, sem praticar, e sem provar que nós já mencionamos e explicamos no capítulo 2 (Capítulo 2). Uma Breve Conversação sobre a Escritura de Quarenta e Dois Capítulos dita por Buda.
Capítulo 2: Cortando o desejo e não exigindoO Buda disse: “Aqueles que saem da família, tornam-se os Sramana, cortam o desejo, removem o amor, reconhecem a fonte do seu próprio coração, alcançam o princípio profundo do Buda, percebem a lei do não fazer, nada está sendo ganho por dentro, não tem nada sendo exigido do lado de fora, não prenda o Tao no coração, nem colete o carma, não tenha pensamentos, não faça, não seja praticante, não seja provado, não experimente o níveis sucessivos, mas atingem o estado mais alto de todos, são chamados de Tao. ” Se não entendermos o budismo, podemos entendê-lo erroneamente, e pensar que tal pessoa não é útil, é um perdedor. Não, absolutamente não é assim. No budismo, aqueles que poderiam estar em estado de não pensar, sem morada, sem praticar e sem provar estão atingindo a sabedoria superior, estão ganhando a maior virtude e bem-aventurança. Ou seja, sua conquista é maior e quase perto ou no topo.
Poderíamos pensar que aqueles que estão em estado de não pensar, não morar, não praticar e não provar são outra pessoa, porque dar refeições a eles é melhor do que dar refeições ao Buda dos Três Mundos. Se pensamos assim, está totalmente errado.
Se todas as doações mencionadas não pudessem nos fazer atingir o estado de Buda, essa doação não é quase um significado para nós. Algumas pessoas imprudentes que oferecem refeições aos outros querem apenas obter mais riqueza. Se temos esse pensamento, o reino do nosso coração é muito limitado e muito pequeno. Então, toda a doação mencionada acima é para nos ajudar a alcançar o estado de Buda. Isto é, é o significado muito importante para nós. Se entendermos profundamente o budismo, poderemos descobrir que tudo o que ele mencionou não é outra pessoa, mas nós mesmos. O que o mencionado no budismo parece outra pessoa. Mas, na verdade, isso significa nós.
Aqueles que estão no estado mencionado são mais elevados em virtude, sabedoria e bem-aventurança. Eles estão quase no estado de Buda. Contudo, tal pessoa é muito rara no mundo. Se pudéssemos ter a chance de oferecer uma refeição para eles, é a vitória mais especial. Por quê? É porque tal pessoa alcançou o estado de um, para unificar-se com o Buda dos Três Mundos.
Enquanto isso, isso também significa que se pudéssemos ter uma chance de oferecer uma refeição para eles, poderíamos ter a chance de estar em tal estado, conectando-nos e aprendendo com eles. Além disso, finalmente poderíamos ser também aquele em tal estado. Tornar-se atingido pelo estado de Buda é muito nobre e vale a pena ser respeitado pelo ser todo senciente; É por isso que oferecer refeições a essa pessoa é a vitória mais especial. Em uma palavra, oferecer refeições para os outros é oferecer refeições para nós mesmos. Proporcionar algo aos outros é nos apoiarmos. Este é o princípio da igualdade no budismo. O que a conquista, a virtude, a sabedoria e a felicidade que eles alcançaram nos ajudaria a ser o mesmo com eles. Inglês: (Chapter 11) A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/capitulo-11-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.07 14:25 TaoQingHsu Capítulo 9: Retornar para a raiz e entender o Dao

(Capítulo 9) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda
Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 dC): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Capítulo 9: Retornar para a raiz e entender o DaoO Buda disse: ”Ouvindo e gostando extensamente do Dao, o Tao é certamente difícil de ser entendido; obedecendo a nossa própria aspiração e mantendo o Dao, esse Dao é muito grandioso ”.
Dao é Tao, que é transliterado do caráter chinês; seu significado original é caminho, caminho e caminho. Então, o significado de Dao é estendido mais amplamente e seu significado se tornou mais amplo com a mudança no tempo e no espaço, como falar, dizer, método, lei, doutrina, moralidade, habilidade, capacidade e o sistema de pensamento da religião ou Educação. O sistema de pensamento da religião ou educação inclui os significados acima mencionados.
Na história, na época da guerra na China, os letrados, os acadêmicos, intelectuais e alguns deles em reclusão, eles gostavam de estudar e falar sobre o Tao, e alguns deles colocavam o que haviam estudado sobre o Tao. em prática. Então, eles concluíram os conceitos e criaram seu próprio grupo para ensinar seus discípulos. Tal situação também aconteceu na antiga Índia, no tempo do Buda Siddhartha. Nos tempos modernos, especialmente nos últimos 300 anos, também existem diferentes conceitos ou dogmas sendo criados.
Muitos conceitos ou dogmas são criados desde os tempos antigos até os tempos modernos. Mas isso não significa que os conceitos em si sejam certos ou errados. O problema é como ele é aplicado corretamente por humanos e para beneficiar outros. Então, qualquer conceito ou dogma é algum tipo de Dao. Mas, na maioria das vezes, achamos que Dao é magro em relação ao conceito positivo que poderia beneficiar as pessoas e fazer as pessoas viverem uma boa vida, inclusive nas áreas materiais e mentais.
Qualquer conceito ou doutrina em si tem suas próprias vantagens e desvantagens. Mas como delimitamos isso? Em qualquer conceito ou doutrina, alguma vantagem pode ser uma desvantagem para os outros. E, alguma desvantagem que está sendo pensada pode ser uma vantagem para os outros. Ou seja, a vantagem que você pensou ou a doutrina é vantagem para você pode ser a desvantagem para nós.
Há mais de cem teorias, conceitos, princípios, dogmas ou doutrinas na China antiga, muito menos na Índia, na Europa ou em outro lugar. Aqueles mencionados acima são algum tipo de Dao. Mesmo que uma pessoa que tenha o espírito de aprender motivação e tenha aprendido muito conhecimento, honestamente, é quase impossível para ele compreender o todo, muito menos alguns conceitos podem nunca ser ouvidos ou vistos pelas pessoas, como essa escritura. Ter o conhecimento de Dao é uma coisa; colocar o conhecimento de Dao em prática é outro.
No capítulo 2, o Buda definiu o Tao para seus discípulos.O Buda disse: “Aqueles que saem da família, tornam-se os Sramana, cortam o desejo, removem o amor, reconhecem a fonte do seu próprio coração, alcançam o princípio profundo do Buda, percebem a lei do não fazer, nada está sendo ganho por dentro, não tem nada sendo exigido do lado de fora, não prenda o Tao no coração, nem colete o carma, não tenha pensamentos, não faça, não seja praticante, não seja provado, não experimente o níveis sucessivos, mas atingem o estado mais alto de todos, são chamados de Tao. ”
Tal Dao também é adequado para todas as pessoas. Mas é difícil para a maioria das pessoas entender, quanto mais praticar. Para a maioria das pessoas, eles acham que tal Dao não é útil para a vida deles. Mas, se você pudesse entendê-lo profundamente, você poderia achar que é muito útil para a nossa vida, mesmo que não sejamos discípulos de Buda. Se você está interessado no conteúdo do capítulo 2 que eu havia explicado, você pode encontrar aqui (Capítulo 2) Uma Breve Conversação sobre as Escrituras de Quarenta e Dois Capítulos dita por Buda. “Ouvindo e gostando muito do Dao, o Dao é certamente difícil de ser entendido. “Aqui, o primeiro Dao significa muita doutrina. O segundo Dao significa o Dao que é explicado por Buda. Isso também significa que não nos ajudaria a nos especializar na verdade, se ouvirmos e gostarmos muito de muita doutrina. Mas acho que isso nos ajudaria a abrir nossa mente e aumentar nosso conhecimento. E também nos ajuda a julgar e escolher que tipo de doutrina é adequada para nós.
Todos os ensinamentos de Buda incluem a filosofia, psicologia, ética, medicina, sociologia, economia, ciência, física e política. Se envolvêssemos amplamente esse conhecimento e tivéssemos o conceito fundamental do budismo, descobriríamos isso. É claro que o budismo não é classificado naqueles acadêmicos respectivamente. O budismo não é usado para pesquisar em qualquer acadêmico, mas para pesquisar para o nosso coração interior e praticá-lo em nossa vida real. Então, descobriríamos que a verdade está em nosso coração, não de qualquer pesquisa acadêmica e também de nenhum Espírito supremo externo. Essa é a verdade que o Buda quer que saibamos. Quando somos falta de conhecimento e, portanto, somos ignorantes, somos fáceis de ser limitados e ligados a uma doutrina, especialmente aquelas pessoas que são pobres e são oprimidas pela pressão da vida. Para eles, o Dao explicado por Buda é quase inútil.
Na história, infelizmente, há sempre pessoas para usar a doutrina o que eles acham que é certo, para usá-la como sua fé, e usar o poder militar ou os outros meios para forçar outras pessoas a obedecer a sua doutrina. O pior é que eles restringem a outra doutrina a ser transmitida e oprimir ou matar as pessoas que praticam essas doutrinas. A partir da história, podemos descobrir que o budismo no começo é aceito por aquelas pessoas que são mais instruídas, possuem mais conhecimento e estão em status elevado, como o imperador ou o primeiro ministro. As pessoas comuns mal têm a chance de ouvir ou ler A Escritura de Quarenta e Dois Capítulos dita por Buda, exceto por ser um monge ou freira budista. A maioria das pessoas sabe rezar para que o Buda as abençoe para ter uma vida boa e pacífica. Mas, eles não sabem, ter uma vida boa e pacífica é baseada no que eles fazem em compaixão e sabedoria, e em conhecimento. É por isso que o budismo foi considerado uma fé cega. Felizmente, essas pessoas nobres protegem o budismo.
Então, o Buda disse: “Ouvindo e gostando extensamente do Tao, o Tao é certamente difícil de ser entendido”. Em uma palavra, isso significa que poderíamos entender a verdade somente quando percebemos profundamente o Tao e o colocamos em prática intensamente.
O Buda disse: “Obedecendo à nossa própria aspiração e mantendo o Tao, esse Tao é muito grandioso”. Mesmo que essas palavras sejam ditas aos discípulos de Buda, também é bom para nós. Podemos estar curiosos sobre qual é a aspiração dos discípulos de Buda e por que Buda disse isso.
Na contemplação profunda sob a árvore Bodhi, Buda percebeu que existem três tipos de seres sencientes sobre sua raiz de sabedoria. Ele os classificou como raiz superior, raiz intermediária e raiz inferior em sabedoria. Por que é chamado a raiz da sabedoria? A raiz da sabedoria poderia dar os frutos de Buda. E ele também usou o contêiner como uma metáfora para descrever como o grau é que os seres sencientes poderiam aceitar o ensinamento de Buda, e como o grau é que eles poderiam alcançar o objetivo. Ele também classificou-o como grande contêiner, meio contêiner e pequeno contêiner.
Se as pessoas são comparadas e descritas como o grande recipiente, isso significa que essas pessoas poderiam aceitar a profunda doutrina dita por Buda. Pelo contrário, se as pessoas são comparadas e descritas como o pequeno recipiente, isso significa que essas pessoas não poderiam aceitar a doutrina profunda e só poderiam aceitar a doutrina simplista.
Então, nós conectamos a palavra "raiz" e "recipiente" para ser "recipiente-raiz". Podemos explicar como o container pode armazenar a raiz; o grande recipiente poderia conter a raiz grande; o pequeno recipiente só poderia conter a pequena raiz da sabedoria. O Buda então classificou os seres sencientes como grandes recipientes de raiz, o que significa que possui a grande sabedoria; meio recipiente raiz, o que significa que ele tem a sabedoria intermediária; e pequeno recipiente de raiz, o que significa que só tem pouca sabedoria.
Não importa se a sabedoria é grande ou pequena, ela não está relacionada à experiência acadêmica, status social, idade, QI e analfabetismo. Então, é muito importante desistir do preconceito e da restrição vinda de qualquer conceito.
Aqueles que estão nos pobres não têm chance de aceitar o ensinamento de Buda. você sabe quantos eles estão no mundo? Eles são mais da metade da população do mundo. Então, se você já leu A Escritura de Quarenta e Dois Capítulos dita por Buda, você é realmente sortudo e feliz. Por quê? Primeiro, você pode estar na riqueza para poder usar o smartphone ou o computador para ler este capítulo. Segundo, você pode ser saudável para ter energia para ler este capítulo. Terceiro, você tem tempo e cérebro para estudar este capítulo. Ser pensamento positivo é sempre bom para a vida.
Agora, voltamos à questão sobre qual é a aspiração dos discípulos de Buda. Você sabe quantos discípulos existem? De acordo com os registros da história, existem 2500 discípulos para seguir o Buda. Como mencionamos acima, os discípulos de Buda são classificados como grande recipiente de raiz, recipiente de raiz média e recipiente de raiz pequeno.
Então, de acordo com a diferença do contêiner da raiz, o que Buda ensinou a eles também é diferente. Há um ditado, "Ensinar de acordo com a aptidão do estudante". O ensinamento de Buda é muito esclarecido, isto é, Q & A, e há muito “por que” ou “por que a causa e condição é” vindo da investigação dos discípulos. Se você já leu alguma escritura no budismo, você a encontraria.
É claro que, de acordo com a diferença do contêiner-raiz, existe uma questão profunda ou superficial, de modo que suas aspirações são diferentes. Então, qual é a diferença de suas aspirações?
Aqueles que são pequenos recipientes de raiz podem entender pouco o que Buda ensinou, mas, pelo menos, poderiam ser cuidadosos para não cometer erros, apenas pedir para não ir para o inferno, e desejar que depois de morrer, seja melhor ter a chance de ir para o céu ou a terra pura criada pelo Buda Amitabha. Lá, eles ainda têm a chance de aceitar o ensinamento de Buda e aprender o Buda.
Aqueles que são intermediários podem não perceber o verdadeiro Dao dito por Buda, podem ser iluminados um pouco e colocá-lo em prática na vida às vezes, mas não completamente. Eles também obedecem aos preceitos e ainda fazem o bem, para salvar os seres sencientes para libertar-se do sofrimento.
Eles também poderiam ensinar e explicar o que Buda ensinou, mas, de acordo com as palavras, explicar o significado, não a partir de sua prática real e também de sua iluminação pessoal. Mesmo assim, eles desejaram se tornar Buda na vida futura e ir para a terra pura criada por Buda após a morte deles.
Aqueles que são grandes contêineres-raiz poderiam realizar o verdadeiro Dao dito por Buda, poderiam ser iluminados e colocados em prática na vida real. Eles poderiam ensinar e explicar o que o Buda ensinou com base em sua prática real e em sua iluminação pessoal. O que eles ensinaram é muito vivo e não se limita às palavras. Além disso, é muito possível que eles alcancem o estado de Buda, para se tornarem Buda, na vida presente. Eles criariam a terra pura no coração por si mesmos. Para onde ir depois de morrer? Apenas esteja lá.
Esses três tipos de pessoas têm uma base comum, isto é, suas mentes foram inspiradas por Buda e assim desejaram alcançar o estado de Buda, para se tornarem Buda, no futuro. Esta é a primeira e muito importante aspiração que foi obedecida. Com base nisso, eles poderiam aprender o Buda e aceitar o que o Buda havia ensinado e, assim, manter o Tao. Manter o Dao para se tornar Buda é o seu objetivo final. Por que é muito grandioso? Toda a lei de Buda é completamente entendida e alcançada, e toda a virtude é solene, depois de se tornar Buda. É por isso que tal Dao é muito grandioso para eles.
Então, podemos ter uma pergunta. Qual é a lei de Buda? Em geral, a lei búdica inclui o todo, o positivo e o negativo, e se é positivo ou negativo, julgado pela consciência subjetiva humana. Mas, no conceito da lei de Buda, as coisas delimitadas às vezes podem ser quebradas, porque o fato pode não ser o que vimos e o que pensamos. Além disso, se pudermos aplicar corretamente a lei búdica com nossa sabedoria em nossa vida, ela poderá tornar nossa vida viva e viver bem. Mas, se não pudéssemos aplicar a lei búdica corretamente, poderíamos "morrer" na lei de Buda, o que significa nenhuma elasticidade e nenhuma criação em nossa vida.
Então, nós entendemos que, se tal Dao é muito grandioso ou não, não está preocupado com os outros, também não preocupado com você e eu, mas preocupado com a pessoa que desejou atingir o estado de Buda, para se tornar Buda.
Como mencionado anteriormente, Buda é um substantivo substantivo dado pelas pessoas. Significa um estado de vazio e não-vazio, que inclui a paz, a sabedoria, a compaixão e a alma da bondade. Inglês: (Chapter 9) A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/capitulo-9-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.07 13:54 TaoQingHsu (Capítulo 4) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda

Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 dC): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).
Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).
Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Capítulo 4: Entenda a bondade e o mal ao mesmo tempo
O Buda disse: “Para os seres sencientes, há dez coisas como bondade e dez coisas como mal. Quais são as dez coisas? Três pertencem ao corpo, quatro à boca e três à mente. Matar, roubar e sexo maligno pertencem ao corpo. Duas línguas, fala maliciosa, mentira e fala frívola pertencem à boca. Inveja, ódio e paixão pertencem à mente. Tais dez coisas são nomeadas como dez más ações quando não seguem o caminho sagrado. Se tais males são parados, eles são nomeados como dez atos virtuosos ”.
Como um humano com o corpo físico e mental, podemos fazer o mal e podemos fazer o bem. Não importa o mal ou a coisa boa, podemos escolher o que queremos fazer. O que escolhemos é a causa básica para afetar o resultado da nossa vida.
O Espírito invisível com maior sabedoria e virtude é chamado Espírito luminoso, que existe de fato em nossa vida cotidiana, estando ao lado ou atrás de cada um, para registrar a boa ação ou má ação de cada um. Não importa se somos um rei ou um mendigo, o brilhante Espírito está sempre conosco.
Infelizmente, a maioria das pessoas não acredita nisso, e algumas delas ignorantemente fazem o mal sem vergonha. Eu conto uma história para você. Fico profundamente comovido com essa história quando aprendi o Buda por mais de três anos.
Há um Bhikkhu que se move com a prática das escrituras ao longo da beira da piscina de lótus na floresta. Ele cheira o aroma de lótus, se sente alegre e gosta muito. O Espírito de Lótus diz a ele: “Por que você abandona o assento com Zen limpo sob a floresta, mas rouba o aroma do meu lótus? Todo o aborrecimento é levantado por causa da fixação do aroma ”.
Então, o Bhikkhu vê um homem que entra na poça de lótus, pega muitos lótus e deixa a poça de lótus depois de pisotear. O Espírito de Lótus permanece em silêncio sem falar.
O Bhikkhu diz: “Essa pessoa estragou sua piscina de lótus e pega suas flores. Você não diz nada. Eu apenas ando ao lado da piscina e repreendo por você para dizer que roubei seu aroma. ”
O Espírito de Lótus diz: “A pessoa má do mundo está freqüentemente nas porcarias do pecado, sem limpeza e sem cérebro. Eu não falo com ele. Você é uma boa pessoa com a prática do Zen. No entanto, você quebrou a sua coisa boa por causa da fixação do aroma. É por isso que eu te repreendo. Tal como uma coisa preta suja em um pano branco limpo, as pessoas iriam ver isso. A pessoa má é como a tinta preta borrifada em roupas pretas, as pessoas não podem vê-la e quem perguntaria? ”
Esta história nos avisa que é uma coisa boa e feliz que alguém nos lembre sobre nossa deficiência. Somente quando alguém se preocupa conosco, gastaria seu tempo e energia para nos criticar.
Há muitas pessoas que são ateus. Mesmo que eles sejam ateus, isso não significa que eles fariam o mal. Infelizmente, algumas das pessoas ateus fizeram as coisas más, mas não pensam que fazem as coisas más, como intimidar os outros. O Espírito brilhante diria a eles que não fizessem as coisas más? Como sabemos da história acima mencionada, não seria. Mas eu te digo um segredo. De muitas maneiras, como o budismo, o Espírito brilhante ensinou as pessoas a não fazerem as coisas más. Infelizmente, algumas pessoas ainda não acreditam nisso.
Há um ditado que diz: “Abaixe a faca do açougueiro e fique em pé no chão para se tornar o Buda”. É aconselhar as pessoas a não fazer a matança e não coletar o mau carma. Uma vez descartada a mente de matar, a mente seria transformada para ser o coração de Buda imediatamente.
Eu te conto uma história sobre roubar. Essa história me impressionou e me emocionou muito.
Havia um monge budista que era muito pobre e vivia em um pequeno templo em uma montanha. À meia-noite, um dia, um ladrão entrou sorrateiramente neste templo, olhou em volta por toda parte e não encontrou valor algum. Finalmente, ele teve que roubar as roupas do monge budista e pensou em vendê-lo para conseguir algum dinheiro. Quando ele se preparou para sair, ele correu para o monge budista.
O monge budista viu suas roupas na mão do ladrão. O monge budista sabia que essa pessoa era um ladrão, e ele poderia se tornar um ladrão por causa de algumas dificuldades na vida. Então ele não o repreendeu. Pelo contrário, ele disse ao ladrão que está disposto a dar-lhe as roupas e disse-lhe que não roubou suas roupas porque as roupas foram dadas pelo monge budista.
O ladrão ficou muito comovido e sentiu vergonha. O monge budista olhou para o ladrão de volta para sair. Então, o monge budista olhou para a lua cheia e disse: "Eu realmente esperava dar a lua brilhante para ele ao mesmo tempo."
Depois de alguns meses, o ladrão chegou ao templo e se ajoelhou diante do rosto do monge budista, para se arrepender de sua falta, para pedir perdão ao monge budista e para pedir que o monge budista o recrutasse como discípulo. O monge budista sentiu sua sinceridade e finalmente aceitou seu arrependimento e concordou em aceitá-lo como seu discípulo.
O sexo do mal está envolvido em lascívia, atos sexuais incomuns, assédio sexual, abuso sexual e violência sexual. Estendendo o significado do sexo do mal está incluído o amor homossexual e o relacionamento sexual fora do marido e da mulher.
O amor homossexual já existe desde a antiguidade. No artigo chinês, nos tempos antigos, isso já foi mencionado. Nos tempos modernos, o amor homossexual é sempre a questão social controversa. Segundo meu conhecimento da escritura de Buda, o Buda não concorda com o amor homossexual. Não importa se somos o amor homossexual ou não, que não se entregam ao amor e o desejo é a coisa certa.
Nos pontos de vista do budismo, depois de morrer fazendo o sexo do mal, a retribuição de fazer o sexo do mal está no caminho dos animais, como ser o pássaro, porco, camelo ou burro, não no caminho humano. Significa que os animais são tolos e ignorantes, e teriam raras chances de ouvir o ensinamento de Buda.
“Duas línguas” significa que alguém instiga algo de propósito a fim de alienar e estragar a relação de harmonia de duas pessoas ou de um grupo com a observação viciosa, e assim causa a desconfiança mútua ou a falta de paz de um grupo.
“Fala maliciosa” existe em nossa vida cotidiana, como intimidar os outros por palavras ou amaldiçoar pessoas, o que podemos encontrar na comunidade da Internet ou na resposta às notícias ou artigos na Internet. Também podemos encontrar algum discurso malicioso em jornais ou em algum post no Youtube, que está em posição específica, especialmente, em consciência política ou propósito político. No país da liberdade de expressão, qualquer discurso malicioso é tolerado, mesmo que não seja como fala maliciosa.
Por que as pessoas têm o discurso malicioso? Se pensarmos profundamente, podemos descobrir que aqueles que têm a fala maliciosa são a pessoa ignorante e o medo próprio em mente. De fato, eles são lamentáveis e tolos. Mas, pensamos em como os ajudamos a não fazer algo tão estúpido? Você sabe? Alguns deles estão na alta educação e posição e seu discurso malicioso é muito "elegante" e parece muito "razoável". Que pena é que muitas pessoas que estão no ensino superior e posição também são persuadidos pelo discurso malicioso . Esse tipo de dano e desastre para o mundo todo está mais além do valentão pessoal.
Você sabe que os males voltariam aos malfeitores.
No capítulo 7 desta escritura: o Buda disse: “Alguém ouviu que eu obedeço ao Tao e aplico a grande benevolência para repreender o Buda. O Buda mantém silêncio, não responde a ele, enquanto a repreensão para, e pergunta: se você traz um presente para alguém, quem não o aceita, o presente volta para você? ”Um discípulo responde:“ Seria O Buda disse: Hoje você me repreende, eu não aceito isso. Você tem desastres sozinho para deixá-los voltar para você! Tal como um eco responde a um som, uma sombra segue uma forma, é finalmente incapaz de ser evitada e abandonada. Seja cauteloso em não fazer os males.
Você sabe, o que me surpreende é que aqueles que contam uma mentira têm o ensino superior e a posição, e seu motivo é proteger sua própria vantagem pessoal na vida e na posição. Às vezes, podemos descobrir que essas pessoas que mentem não são diferentes das pessoas que mentem. E nós também descobrimos que essas pessoas geralmente caem mal do topo de sua boa vida e boa carreira.
De acordo com a pesquisa para o caráter do líder global desde os tempos antigos até os tempos modernos, a honestidade e não mentir é uma das qualidades de um bom líder. No negócio, podemos descobrir que a qualidade do chefe ou líder bilionário é a honestidade. Se eles se atreverem a enganar o cliente ou consumidor, como seria possível que eles fossem o bilionário? Assim, o pensamento e nossa atitude decidiriam se somos ricos ou pobres.
Qual é o significado do discurso frívolo? Principalmente, significa que alguém fala de algo sem usar seu cérebro e o conteúdo falado não é uma vantagem para a vida das pessoas. Além disso, também significa que alguém usa palavras doces ou retórica para enganar ou atrair pessoas para alcançar seu propósito ou vantagem pessoal.
Você sabe, a maioria das pessoas iria encontrar o discurso frívolo pelo menos uma vez em toda a vida. As pessoas de sorte sairiam sem nenhum dano. No entanto, muitas pessoas podem ser prejudicadas no corpo físico ou mental, ou a perda de riqueza.
Então, podemos ter uma pergunta. Por que essas pessoas querem fazer o discurso frívolo? Relaciona-se também com os seguintes três atos malignos e com a mente gananciosa. Se as pessoas são devido à mente de inveja ou ódio, eles podem usar o discurso frívolo para destruir a contraparte. Se as pessoas são devido à mente de paixão ou ganancioso, eles podem usar o discurso frívolo para alcançar seu propósito pessoal ou vantagem.
Agora, para pensar sobre isso, somos as pessoas que fazem o discurso frívolo ou as pessoas que são prejudicadas pelo discurso frívolo? Você sabe, não importa qual nós somos, é lamentável. Mas, se nós somos as pessoas que são prejudicadas pelo discurso frívolo, sejamos fortes de coração agora, e perdoemos as pessoas miseráveis ao máximo que pudermos.
Como o supracitado, a mente de inveja, ódio e paixão, causaria o dano ao povo. E finalmente o desastre voltaria a si mesmo. Sobre a mente da inveja, a história da Branca de Neve me impressionou.
Se tais dez males são interrompidos, eles são nomeados como dez atos virtuosos. No budismo, fazer os dez males coletaria o carma maligno e seguiria o caminho do inferno, do fantasma faminto e do animal após a morte. Parar de fazer os dez males coletaria o bom carma e iria para o céu depois de morrer. Como sabemos, há a retribuição na vida atual. É claro que há boa recompensa na vida presente se coletarmos o bom karma. Inglês: (Chapter 4) A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/capitulo-4-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.07 13:50 TaoQingHsu (Capítulo 3) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda

Co-tradutores no tempo da Dinastia Han Oriental, China (25 a 200 d.C.):
Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).
Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).
Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Capítulo 3: Cortar o amor e remover a ganância
O Buda disse: "Aqueles que rasparem sua cabeça e barba para se tornarem os Sramana e aceitarem a Lei-Tao devem renunciar às posses mundanas, contentar-se em pedir esmolas e tomar apenas o que é necessário. Coma uma refeição antes do meio dia por dia. A noite embaixo das árvores, e seja cauteloso para não desejar mais, pois o amor e os desejos são o que torna as pessoas tolas e ocultas.
As referidas regras são estabelecidas por Buda para seus discípulos, Sramanas. Tais regras nos inspiram e nos lembram, para nos contentar com o que temos, e não para gananciá-las mais, porque o amor e o desejo são o que torna as pessoas tolas e ocultas.
Como mencionamos no capítulo supracitado, a definição de amor e desejo aqui é mais estreita, motivo que se baseia no ego pessoal e no egoísmo. É por isso que o amor e o desejo tornam as pessoas tolas e ocultas.
Há um ditado que diz: "Amar seria causar a morte tragicamente". Por quê? Está envolvido o fator pessoal e o fator do outro lado. Alguém não poderia aceitar ser traído ou quebrado em amor, e seu coração de ódio e sua mente de vingança seriam assim surgindo para se tornar a ação factual. Quando estão em tal estado, sua mente perderia a razão e sua ação estaria fora de controle e, assim, faria a coisa prejudicial. Nós chamamos essa pessoa de amante horrível. Em geral, essa pessoa é falta de confiança e auto-estima. Mesmo assim, eles ainda querem controlar seu amante. No ponto de vista de Buda, essa pessoa é tola e lamentável.
Alguém usa o amor ou desejo sexual como desculpa e significa ter a fortuna, especialmente, a jovem mulher com bela aparência e boa forma de corpo para atrair o homem mais velho rico. Então, eles teriam a fortuna por meio de divórcio ou de separação. Às vezes chamamos essa pessoa de mentirosa. O homem rico atribui a luxúria do amor e ele é assim oculto pela paixão.
A maioria das pessoas segue seu próprio hormônio do corpo e seu sentido visual, mas não segue sua mente da razão, para encontrar seu amor. Quando a segunda pessoa é mostrada, ela estaria interessada em tal pessoa seguindo seu próprio desejo sexual e senso visual. Nós chamamos isso de ilusão e paixão. Em tal estado, o fato não seria encontrado. Então, há um ditado: “Os amantes estão se apaixonando porque não se entendem. Os amantes se separam porque finalmente se entendem."
Na ficção ou drama, o amor é sempre criado como história romântica. Mas, de fato, isso não é verdade em nossa vida diária. No relacionamento do amor, está mais relacionado à responsabilidade, tolerância, respeito mútuo, doce fardo e honestidade. Infelizmente, a maioria das pessoas não entende, principalmente, os jovens do sexo masculino e feminino.
Quando as pessoas amam e desejam alguém, algo ou fazer alguma coisa, elas podem esconder outras por algumas razões. Ou eles podem ser escondidos por outros. Então, mentir aconteceu. O karma maligno é formado. O futuro do mal pode estar esperando lá.
O amor e o desejo, como mencionado aqui, é a causa do mal. Tendo cortado isto, o resultado mau não seria acontecido certamente.
Estendendo o significado do amor e do desejo, o ser humano pode amar ou desejar a fama, o poder, a fortuna, a comida e a carreira. Não importa amor ou desejo, fama ou poder, fortuna, comida ou carreira, sua essência não é pecado. Por quê? Se entendermos o significado profundo do budismo, saberemos que essas essências são vazias. Uma vez que essas essências são vazias, elas não são uma preocupação sobre o pecado ou não-pecado. Então, podemos ter uma pergunta. Qual é o problema ou o problema do amor ou desejo em tal coisa?
Como sabemos, existem dois pontos de vista em uma coisa. Isso é ponto de vista positivo e ponto de vista negativo. Quando usamos mal nosso amor e desejo por tais coisas, elas causariam o mau resultado em nossa vida. Por exemplo, há um ditado: “O ser humano tem medo da fama; Porco tem medo de gordura. Por quê? Quando uma pessoa atribui a fama, ciumento e ataque na fala é seguido. Quando um porco é gordo, seria morto como alimento.
No entanto, boa fama seria útil para as pessoas do mundo. Tal pessoa é um objetivo para beneficiar as pessoas do mundo, e a fama boa segue então ele (ou ela). Outras coisas podem ser deduzidas por analogia. Inglês: (Chapter 3) A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/capitulo-3-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.06 18:41 TaoQingHsu Capítulo 2: Cortando o desejo e não exigindo

(Capítulo 2) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda
Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 d.C.): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).
Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).
Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Capítulo 2: Cortando o desejo e não exigindo
O Buda disse: "Aqueles que saem da família, tornam-se os Sramana, cortam os desejos, removem o amor, reconhecem a fonte do seu próprio coração, alcançam o profundo princípio do Buda, percebem a lei do não fazer, Não ter nada sendo ganho por dentro, não ter nada sendo exigido do lado de fora, não prender o Tao no coração, nem coletar o carma, não ter pensamentos, não fazer, não praticar, não provar, não experimentar o Níveis sucessivos, mas atingem o estado mais alto de todos, são chamados de Tao. "
Então agora, o Buda explicou o que Dao significa. Eu tenho que explicar o significado original de "Dao" em cada capítulo, porque a maioria das pessoas lê apenas um ou dois dos quarenta e dois capítulos. Demora muito tempo para ler ou compreender todos os capítulos. Você pode encontrar o significado amplo de “Dao” na introdução desta Escritura. "Dao" é transliterado da palavra chinesa. É o significado original é caminho, caminho, estrada. Agora, o que o Buda explicou sobre Dao é um dos significados amplos e amplos. Poderíamos dizer que a definição de Dao dessa Escritura vem do Buda. Aceitar ou não é a sua escolha.
No passado, o significado de Dao me confunde muito. Finalmente, descobri que pode ser dado um significado diferente em situações diferentes. Então, não fique preso a um significado.
De fato, qual o significado de Dao neste capítulo é o Zen. O que é zen? Isto é. O Zen também confunde muitas pessoas. Eles não entendem o que é o zen. Quando ainda não entendi o que é aprender Buda. Eu também estou confuso com o Zen. "Zen" também é transliterado da palavra chinesa. Não é fácil ser compreendido pelo público. Aqueles que conseguiram compreender o Zen e colocá-lo em prática estão quase perto do grau de Buda. "Buda" é um nome dado pelas pessoas e não é mito. O significado de "Buda" é um estado. O dito significado de Dao neste capítulo é um dos estados de “Buda”. Há também muitos nomes diferentes que poderiam ser em vez da palavra "Buda". E esses nomes têm significados diferentes, respectivamente. Alguns deles também significam os diferentes estados de "Buda".
Então, podemos ter uma pergunta. Há apenas um "Buda" no mundo? Não. Existe apenas um "Doctor" no mundo? Não. Então, saberíamos que há muito Buda no mundo. O mundo inclui o espaço e o tempo. Em relação ao espaço, inclui os outros sistemas e planetas solares. Em relação ao tempo, inclui o passado, o futuro e o presente. Em geral, Buda existe em cada espaço e tempo. O número de Buda é imensurável. De fato, o que conhecemos em nosso mundo é muito limitado. Que o que não podemos ver ou o que não podemos ouvir não significa que não existe, como a luz ultravioleta. Há muitos objetos invisíveis ou voz não ouvida no mundo. Não importa que seja "objeto ou voz da virtude" ou "objeto ou voz maligna", não poderíamos provar que eles não existem. Da Escritura do Budismo, podemos encontrar isso. É pena que a maioria das pessoas nunca conheça ou leia a Escritura do Budismo. Embora conheçam ou leiam a escritura do budismo, não poderiam compreender o ensinamento de Buda, como o que foi dito anteriormente.
No mundo, existem 99,99% de pessoas que buscam o que as coisas existem e querem ter algo em mãos, como boa formação acadêmica, bom título ou carreira, fama, poder, muito dinheiro, amor, cônjuge ou filhos, e assim por diante. Ninguém quer ser Buda, porque Buda parece sempre nos ensinar a desistir daquilo a que nos apegamos. No entanto, você já pensou que o que foi mencionado acima tenha pertencido ao Siddhartha, antes de ele deixar sua família. E por que seu ensino poderia ser apoiado proativamente por pessoas por mais de dois mil anos, depois que ele tivesse iluminado e atingido o estado de Buda. Vale a pena pensar e entender seu significado, se você estiver interessado.
O Buda disse: “Aqueles que saem da família, tornam-se os Sramana, cortam o desejo, removem o amor, reconhecem a fonte de seu próprio coração.” O significado de desejo e amor nesta escritura é mais estreito como mencionado no primeiro capítulo. Isso significa que as pessoas romanticamente gostam de alguém ou são sexualmente atraídas. Se as pessoas se apegam a esse desejo e amor, seu pensamento, mente e coração são limitados. Isso também significa que as pessoas seriam ligadas ao pouco desejo e amor, e muitos problemas e aflições seriam assim causados.
Somente quando as pessoas cortam esse pequeno desejo e removem o pouco amor, é possível que permaneçam permanentemente no estado sem desejo e sem amor, e experimentem o estado sem problemas e sem aflição. A mente e o coração estariam na clareza e na paz. Por quê? Em nosso exterior, qualquer objeto ou situação não causaria nossa atenção ou apego. Em nosso interior, já que não há apego, nenhum problema ou aflição não mais ocorreria.
E então, o grande desejo e o grande amor seriam assim surgidos, isto é, para atingir o estado de Buda e salvar todos os seres sencientes. Então, você pode achar que parece abandonar algo, mas, ao mesmo tempo, parece possuir algo diferente. Podemos chamá-lo de transformação ou sublimação.
Em segundo lugar, cortar o desejo e remover o amor nos ajudaria a reconhecer a fonte do nosso próprio coração. Como mencionado acima, nós permaneceríamos no estado sem desejo e sem amor. Mantendo esse estado continuamente, seria possível reconhecermos a fonte de nosso próprio coração, isto é, o Vazio. O coração no estado de vazio é como o universo que inclui o todo. É também como o mar que pode conter todos os seres. Então, o limite do coração é ilimitado.
“Alcançar o princípio profundo do Buda, perceber a lei do não fazer, não ter nada sendo ganho por dentro, não ter nada sendo exigido do lado de fora, não prender o Tao no coração, nem coletar o karma, não ter pensamentos, não ter fazer, são não praticantes, não são provadores, não experimentam os níveis sucessivos, mas alcançam o próprio estado mais elevado de todos ”Você descobriu que tal conceito parece violar nosso conhecimento e o que aprendemos na escola e na sociedade. Então, se usarmos o conhecimento ou a lógica do passado, o que aprendemos da escola e da sociedade para ler este capítulo, não poderíamos entender o significado como foi dito por Buda. A maioria das pessoas não conseguia entender o significado como dito por Buda, eles até mesmo entendem errado.
Nós podemos ter uma pergunta. Se não há pensamento nem fazer, por que o Buda Siddhartha ensinou e falou sobre a lei de Buda por quarenta e nove anos, e o que ele havia pensado e o que havia feito durante esse tempo? Podemos achar que ele pensou e fez muito, incluindo este capítulo.
No passado, algumas pessoas aprenderam sobre não pensar e não fazer, e caíram no silêncio da morte, no corpo físico e mental. Eles não entenderam que o significado dito por Buda é apenas um estado de aprendizado de Buda. Quando a maioria das pessoas já ouviu o não-pensamento, o não fazer e o Vazio, elas não sabem o que fazer, porque não entendem o profundo princípio de Buda. Qual é o profundo princípio de Buda? Em uma palavra, Vazio e Existência são um. Ou, o vazio e o não-vazio são um. Quando experimentamos e nos mantemos no estado de não pensar e não fazer, podemos perceber que qualquer pensamento e qualquer ato são feitos a partir do não-pensamento e não-fazer. Isto é, qualquer situação ou qualquer assunto ou qualquer existência é ocorrida a partir do Vazio e, finalmente, eles retornariam ao Vazio.
Sentar-se para a meditação é uma forma de experimentar o não pensar e o não fazer. Neste momento, é possível entrar em contato e reconhecer o verdadeiro eu. Então, nós também reconheceríamos que nosso pensamento e nossa ação não seriam mais restringidos pelo valor mundano ou pela consciência. Neste momento, é possível para o nosso corpo mental experimentar a verdadeira liberdade. Por quê? O valor mundano, visão ou consciência é definido pelo humano. Todos eles estão ligados ao humano, situação, matéria ou fenômeno. Essas coisas não são permanentes, porque são causadas por causas e condições internas e externas. Uma vez que qualquer causa ou condição tenha desaparecido, qualquer valor, visão ou consciência mundana não seria estabelecida e também desapareceria. É por isso que o Buda disse que todo fenômeno é como a ilusão. Se nos apegamos a tal ilusão, somos como na escuridão e não temos a sabedoria.
“Não ter nada sendo ganho por dentro, não tem nada sendo exigido do lado de fora” Isso significa que não devemos nos apegar a nada do nosso interior ou exterior. A razão é exatamente como o supracitado.
“Não apertar o Tao de coração, nem coletar o carma, não ter pensamentos, não fazer nada.” Mesmo o Tao como o que havia dito neste capítulo, não devemos nos apegar a ele. O Buda disse que, não importa a lei de Buda ou o Tao como mencionado, que é como um barco a ser usado para atravessar o rio do sofrimento. Quando chegarmos à margem de libertação e liberdade, o barco não será mais necessário. No vazio do coração, não há Dao. Mas o Dao também existe lá. Por quê? Quando precisamos, fazemos uso disso. Quando não precisamos, nós o colocamos abaixo. É por isso que não apertar o Tao no coração.
"Nem coletar o carma" O karma significa que a ação de uma pessoa pode influenciar a vida presente e a vida futura. O carma inclui o carma da virtude e o carma maligno. A maioria das pessoas conhece o mau carma. Apenas poucas pessoas conhecem o karma da virtude. Tal como se tornar um Sramana e colocar o Dao em prática, ele é visto como o karma da virtude. Fazer as coisas boas e ajudar os outros também é visto como o karma da virtude. Por que não coletar o karma? Aqui, isso significa a virtude karma. É lembrar ao Sramana não se ligar ao karma da virtude. Porque, mesmo que uma pessoa faça as coisas boas e se apegue a ela, isso também causaria o problema no coração, e se tornaria o obstáculo para a prática do Tao. Em outras palavras, não coletar o karma significa não coletar o problema.
"Não tenha pensamentos, não faça" Como já mencionamos acima, com base no não-pensamento e não-fazer, entendendo a ilusão do fenômeno surgido de causas e condições, quando deixamos a meditação de sentar, qualquer pensamento correto é capaz de acontecer, e poderíamos fazer qualquer coisa certa, para beneficiar os outros e a nós mesmos. Mesmo assim, lembre-se do que o Buda dissera para não coletar o karma. Depois de termos feito alguma coisa boa, vamos esquecer e esquecer.
“Não são praticantes, não são provadores, não experimentam os níveis sucessivos, mas alcançam o mais elevado estado de todos”. Isso não significa que não precisamos praticar o Tao ou prová-lo. Isso significa que ainda temos que praticar o Dao, antes de estarmos no estado de não praticar e não provar. Como escalar a montanha, temos que caminhar para o destino passo a passo. Quando chegamos ao destino ou estamos no topo da montanha, é a melhor prova. Isso significa que não precisamos praticar mais quando já praticamos o Dao completamente. No sentido profundo, quando reconhecemos a fonte do coração, o Vazio e percebemos a lei do não-fazer, não ganhamos nada por dentro e nada é exigido do lado de fora, o que devemos praticar? O que devemos provar? Nada poderia ser prática e nada poderia ser provado. Praticar e provar é supérfluo em si mesmo.
Como mencionado no primeiro capítulo, mencionou os níveis sucessivos do estado de praticar. O Sramana é o nível mais alto. O Arhat é menor que o Sramana. No primeiro capítulo, mencionou que Arhat tem que seguir os 250 preceitos. Mas podemos descobrir que não há preceitos que devam ser obedecidos pelo Sramana. Por quê? A resposta pode ser encontrada no conteúdo mencionado acima.
“O Sramana não experimenta os níveis sucessivos, mas alcança o próprio estado mais sublime de todos.” O Sramana já provou seu fruto do Dao pelo modo silencioso e disforme. Se uma pessoa já esteve no topo da bem-aventurança e da liberdade, não é necessário que ele prove que nível de bem-aventurança e liberdade ele é. Como já temos muita fortuna, precisamos provar quantas riquezas somos? Não é necessário, porque o fato está aí.
Mesmo que não sejamos monge budista ou Sramana, isso não significa que não pudéssemos ou não pudéssemos colocar o Tao como dito em prática. O exterior do monge budista e do não-monge budista pode ser diferente. Mas o coração e a mente deles com a prática do Tao não são diferentes. Nos tempos modernos, as fêmeas não devem ser excluídas. O gênero não seria o impedimento de praticar o Dao e provar o Tao. Inglês: (Chapter 2)A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/capitulo-2-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.06 18:36 TaoQingHsu (Capítulo 1) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda

Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 dC): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).
Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).
Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Capítulo 1: Saia da família e prove a fruta do Dao
O Buda disse: “Aqueles que se despedem de seus familiares, saem da família, reconhecem o coração, alcançam a raiz de dentro, entendem a lei do não fazer, são chamados de Sramana. Aqueles que sempre seguem os 250 Preceitos, estão na limpeza e purificação enquanto vão e param, e fazem a prática do Dao das Quatro Nobres Verdades, tornam-se Arhats. Arhats são capazes de voar e mudar, têm a vida de grandes éons, podem habitar e se mover no céu e na terra. O próximo é Anāgāmi. No momento da morte, seus espíritos ascendem acima do décimo nono céu, onde provam os Arhats. O próximo é Sakridāgāmi, que ganha o Arhat imediatamente, depois de ascender ao céu uma vez e retornar à terra uma vez. O próximo é Srotāpanna, que prova Arhat, após sete mortes e sete nascimentos. Cortar o amor e o desejo é como membros quebrados que não podem ser usados ​​novamente. ”
Sramana, Arhat, Anāgāmi, Sakridāgāmi e Srotāpanna são todos em sânscrito. Eles são separadamente significados ao grau diferente relacionado a praticar o Dao. Tais nomes são todos diferenciados e dados por pessoas. Pensar nos diferentes graus do Doutor, Mestre e Bacharel, cujos nomes também são diferenciados e dados pelas pessoas. Espero que esse exemplo faça você entender mais isso.
"Saia da família", o que significa que um homem deixa sua família para se tornar um monge budista. Existem dois tipos de sair da família. Uma é que a forma de monge budista parece sair da família, mas seu coração ainda está na família. A outra é que a forma de não-monge budista vive na família, no entanto, seu coração é realmente sair da família, tal é o verdadeiro e sair da família. Ou seja, não importa qual seja a forma, o coração que saiu da família é realmente sair da família.
Então, podemos ter dúvidas. Por que um coração quer sair da família? Existe algum significado para? No capítulo vinte e três desta escritura, menciona-se uma das razões. O conceito desta escritura também é adequado para mulheres. O coração que sai da família significa deixar de lado o constrangimento, os problemas e a aflição ocorridos na família, não deixar de fora os membros da família. O significado mais profundo é transformar essas restrições, problemas e aflições em sabedoria para que nós e os outros tenhamos uma vida melhor.
Nos tempos antigos e modernos, quando as pessoas saíam da família para se tornar um monge ou freira, elas deveriam ter a permissão de seus pais primeiro. Isso é para respeitar os pais e agradecer-lhes para nos criar. Nos tempos passados​​da China, também deve ter a permissão do governo e ter que ser registrada no governo, o que é motivo para evitar que o criminoso contorne a punição da lei por meio da saída da família.
“Reconheça o coração, alcance a raiz do interior, entenda a lei do não fazer”, o que significa reconhecer que não há coração nem mente; tudo ocorre do nosso coração e mente. Quando temos o coração e a mente, tudo ocorre então. Quando removemos nosso coração e mente, tudo é eliminado. "Tudo" significa o fenômeno, situação, matéria, objeto e coisas do nosso exterior e interior. Algumas pessoas que ouviram o conceito de sem coração, sem mente e sem consciência, estão aterrorizadas e infelizes em repreender o budismo. Porque em seu pensamento e conceito, como seria possível que não houvesse coração, nem mente nem consciência? Eles não entendem isso.
Um dia, Huike, que foi o segundo fundador do zen na China, disse ao primeiro fundador Dharma: “Mestre, sinto que meu coração não está em paz. Por favor, ajude-me a ter meu coração em paz.
O fundador Dharma respondeu a ele: “Me dê seu coração. Eu te ajudo a ter o coração em paz.
Huike pensou por um tempo e depois respondeu ao fundador Dharma: "Mestre, não consigo encontrar meu coração".
Então, o fundador Dharma respondeu: “Eu já te ajudei a ter o coração em paz”.
A raiz do interior é o vazio. Alcançar a raiz do interior significa alcançar o vazio. A natureza maravilhosa do interior é o vazio. Se tivermos esse conceito, entenderemos o significado do não fazer.
A maioria das pessoas que ouviram o conceito de não fazer no budismo também estão aterrorizadas e infelizes, porque elas têm muito pensamento negativo e incompreensão sobre isso. Eventualmente, em alguma situação, não fazer é melhor do que fazer, você já pensou sobre isso? Não fazer é um estado que é preocupação com o não-coração e o vazio. Neste estado e momento, nosso corpo físico e mental estará em paz, silêncio e saúde. Isso é o Nirvana. O objetivo de praticar o Dao é o Nirvana. Não é um sentimento curto. Deve ser um estado estável e contínuo, que é a grande meditação. Nesse estado, será o fundamento, a partir do qual podemos fazer e pensar de qualquer maneira positiva, de modo a ajudar e beneficiar a nós e aos outros.
Todo praticando o Dao tem como objetivo o estado do Nirvana. Há muitas maneiras diferentes de praticar o Dao. Para recitar ou cantar o nome de Fo ou Pusa, ou ler a escritura do budismo, ou pensar no significado do ensinamento de Buda e sentar-se para meditar, todos eles são um dos caminhos. (Fo é Buda; Pusa é Budhisattva.) Essa parte é para ajudar e nos beneficiar. Quando nosso coração está limpo, puro e pacífico, temos a força para ajudar e beneficiar os outros, que é o aprendizado mais profundo.
“Reconhecer o coração, alcançar a raiz do interior, entender a lei do não fazer” é o grau mais alto na prática do Tao. O homem que está em tal estado é chamado Sramana. Antes do estado acima mencionado, ele poderia ter feito as seguintes coisas.
“Aqueles que sempre seguem os 250 Preceitos, estão em estado de limpeza e purificação enquanto vão e param, e praticam o Dao das Quatro Nobres Verdades, tornam-se Arhats.” Significa que os monges budistas têm que obedecer aos 250 Preceitos. . E não importa para onde estão indo, a coisa boa para beneficiar a si mesmos e aos outros, ou parar as coisas más para não machucar a si mesmos ou aos outros, devem estar no estado de limpeza e purificação no coração e na mente.
Nós não somos monge budista, então não temos que obedecer aos 250 Preceitos. Mas isso nos inspira. Quando estamos fazendo as coisas boas e não estamos fazendo as coisas más, devemos também manter a limpeza e a purificação no coração e na mente. Significa que devemos remover o ganancioso, o ódio, a estupidez e a paixão, de coração e mente, porque essas coisas contaminariam nosso coração e mente, e nos deixarão ter o pensamento negativo. Se esses deles forem removidos, estaremos no esplendor, teremos a mente pacífica e o pensamento positivo, em benefício de nós e dos outros.
“Faça a prática do Dao das Quatro Nobres Verdades.” Significa que colocar o Dao das quatro nobres verdades na prática é uma das condições para se tornar Arhat. As quatro nobres verdades são Sofrimento, Agregação, Eliminação e Tao, que são as causas e condições para atingir o estado de Buda. O sofrimento é a causa. A agregação e eliminação são as condições. O Dao é a condição e resultado. "Dao" é transliterado da palavra chinesa. Seu significado original é o caminho. E seu significado é estendido para praticar a verdade.
A primeira causa e condição para entrar no caminho de Buda é perceber o sofrimento de nosso interior, como qualquer dor causada por nosso corpo, ou qualquer pressão causada por nossa vida, ou qualquer doença mental causada por nossa ganância, ódio, estupidez. e paixão.
A segunda causa e condição para entrar no caminho de Buda é perceber e descobrir que o sofrimento do nosso interior é agregado continuamente. A maioria das pessoas não tem essa percepção. Qualquer sofrimento é fácil de ser esquecido pelas pessoas. Uma vez que qualquer sofrimento é lembrado por eles, o que eles pensam é que eles são a pessoa perseguida, todos os seus sofrimentos internos são causados ​​pelos outros. Então eles querem se vingar para eliminar o sofrimento deles. Tal pensamento está violando o caminho de Buda.
Quando percebemos e descobrimos que o sofrimento do nosso interior é agregado continuamente, seguimos o caminho de Buda para eliminar o sofrimento do nosso interior. Isso significa que entrar no caminho de Buda é uma maneira de eliminar nosso sofrimento interior. Então, podemos ter dúvidas, qual é o caminho de Buda? A definição do caminho de Buda é ampla e infinita. O ponto está nesta escritura. Em segundo lugar, o ponto mais importante está na Escritura do Coração da Sabedoria Suprema, que você pode encontrar e ler no meu blog. É difícil para o público entender a Escritura do Coração da Sabedoria Suprema. Em uma palavra, o fundamento do caminho de Buda é a autopercepção, o autocontrole, a autoliberação e a autodisciplina.
Então, quando “caminhamos” pelo caminho de Buda, isso significa que colocamos a verdade ou a lei búdica ensinada por Buda na prática. Nós damos um nome como "Dao" (ou "Tao").
"Arhats são capazes de voar e mudar, têm a vida de grandes éons, podem habitar e se mover no céu e na terra." Isso significa a libertação e liberdade sobre a vida pessoal e ação. Isso também significa que o Arhat pode decidir sua própria duração de vida e pode decidir onde morar, ou onde nascer, o céu ou a terra. Em segundo lugar, não importa onde o Arhat vá ou vive, os guardiões invisíveis estão sempre ao lado do Arhat para protegê-lo, porque os espíritos e os fantasmas no céu e na terra seriam movidos pela virtude de Arhat e jurariam se tornar os guardiões proteja o Arhat. Os Arhats incluem machos e fêmeas. Em algumas Escrituras, o Bodhisatva também é chamado de Arhat, que possui imensurável felicidade devido à virtude de Arhat.
Está realmente além do nosso conhecimento e experiência. Mas isso não significa que tal Arhat não exista, porque não podemos provar que tal Arhat existe, e também não podemos provar que tal Arhat não existe. É mais como a experiência transcendental pessoal. Quando nos tornamos Arhat ou quando nos encontramos Arhat, é uma experiência transcendental muito pessoal.
Quando uma pessoa tem a experiência prática mencionada, damos a ela um nome como “Arhat”. "Arhat" é sânscrito.
“O próximo é Anāgāmi. No momento da morte, seus espíritos sobem acima do décimo nono céu, onde eles provam os Arhats. ”Isso significa que uma pessoa está no momento da morte, seu espírito habita no céu ou acima do décimo nono e onde ele provém o fruto de Arhat Então, é dado um nome como “Anāgāmi”, que é sânscrito.
Há trinta e três céus que são mencionados no budismo. Eles são mais semelhantes aos diferentes espaços dimensionais, de acordo com o nosso entendimento no tempo moderno.
“O próximo é Sakridāgāmi, que ganha o Arhat imediatamente, depois de ascender ao céu uma vez e retornar à terra uma vez.” Significa que tal pessoa pratica a lei de Buda e reencarna no céu e na terra uma vez. E então, ganha o fruto do Arhat. Damos a essa pessoa um nome como “Sakridāgāmi”, que é a sanskirt.
“O próximo é Srotāpanna, que prova Arhat, depois de sete mortes e sete nascimentos.” Isso significa que essa pessoa pratica a lei de Buda e tem que experimentar a reencarnação por sete vezes no céu e na terra. E então, ganha o fruto do Arhat. Tal pessoa recebe um nome como “Srotāpanna”, que é Sanskirt.
No budismo, existe tal conceito que existem imensuráveis ​​reencarnações para um espírito de uma pessoa, como um espírito em uma roda, onde inclui os Seis Caminhos, que são três pertencentes a bons caminhos e três pertencem a caminhos maus. Os três bons caminhos são os caminhos do Bodhisattva, Ashura e Humano. Os três maus caminhos são os caminhos do Fantasma, Animal e Inferno. Que o espírito reencarna nos Seis Caminhos por turnos é como uma roda girando continuamente, e nunca sai da roda giratória. Somente quando o espírito entra no caminho de Buda, há a chance de deixar a roda giratória.
"Cortar o amor e o desejo é como membros quebrados que não podem ser usados​​novamente." A definição do amor e do desejo aqui é mais estreita, o que significa que as pessoas gostam de alguém romanticamente ou são sexualmente atraídas. O amor e o desejo afetariam a emoção e o pensamento das pessoas. Algumas pessoas usam seu amor e desejo de controlar os outros. No entanto, algumas pessoas são assim controladas em mente. Não importa qual deles, seu coração e mente não são liberados e não são livres. Uma vez que seu amor e desejo não estão contentes, o pensamento e o comportamento irracionais são assim ocorridos. Não importa como eles são, seu coração e mente podem ser feridos. No entanto, alguém gosta de tal situação. O Buda considera essas pessoas como estupidez e paixão, e essas pessoas estão, portanto, no estado de não-brilho.
Que cortar o amor e o desejo é como membros quebrados significa que uma pessoa deve ter a determinação de praticar o Dao. Não deixe que o amor e o desejo se tornem o obstáculo na prática do Tao.
Mas o supracitado é um dos ensinamentos de Buda. Existe o profundo e outro ensinamento de Buda. Isto é, não é necessário cortar o amor e o desejo. Por quê? Não há amor e desejo fundamentalmente, quando compreendemos completamente o não-eu e o auto-vazio. Nosso amor e desejo ocorrem e são atraídos pela situação externa. Se entendermos o Vazio de fora e de dentro, onde encontrar o amor e o desejo de sermos cortados? Mas, tal conceito é difícil de ser entendido pelo Arhat, para não mencionar as pessoas comuns. Pode ser possível entender, quando fazemos a meditação profunda. Se não tivermos essa sabedoria, é melhor cortarmos o amor e o desejo quando tivermos a determinação de praticar o Tao. Em tal situação, o amor e o desejo não são reais, porque são ilusões. Mas as pessoas comuns as consideram reais. Inglês: (Chapter 1)A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/capitulo-1-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.06 16:46 TaoQingHsu (Prólogo) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda

Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 dC): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).
Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).
Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
O conteúdo
Prólogo
O Honrado Pelo Mundo, tendo atingido o estado de Buda, fez tal meditação, que deixar de lado o desejo, estar em estado de silêncio, é a melhor vitória. Morando na grande meditação, conquistando todos os caminhos dos demônios, o Buda girou a Roda da Lei das Quatro Nobres Verdades no Jardim dos Veados e salvou Ajñāta Kaundinya e assim cinco pessoas que haviam provado o fruto de Dao. Houve também várias perguntas ditas por Bhikkhu, que perguntaram ao Buda sobre o avanço e pararam. O ensino e a admoestação do Honrado Pelo Mundo permitem que eles se iluminem um por um. Colocando as palmas das mãos juntas, elas respeitosamente prometeram cumprir a admoestação do Honrado pelo Mundo.
Este prólogo introduziu a causa, condição e situação sobre o ditado para os quarenta e dois capítulos seguintes.
“O Honrado Pelo Mundo”, que é um dos dez nomes de Buda, é que os discípulos budistas respeitosamente chamam seu professor, o Buda Sakyamuni, quando eles estão aprendendo e falando sobre a prática ou ensinamento de Buda com seu professor. Por que é chamado de “o Honrado Pelo Mundo”, porque o Buda possui muitas virtudes que são estimadas pelo público, pelas pessoas comuns e pelos santos no mundo e nas pessoas no céu. Depois que Siddhartha morreu, o público o chama respeitosamente como o Buda Sakyamuni, é especialmente mostrado na escritura chinesa do budismo. Pessoas iluminadas não se chamariam de Buda ou do Honrado Pelo Mundo. Por quê? Pense nisso.
“Ter atingido o estado de Buda” significa que Siddhartha se iluminou e se libertou do sofrimento mundano, foi capaz de falar da lei de Buda para o público e salvou as pessoas que estão sofrendo.
“Fez tal meditação” significa que ele se sentou sob a árvore Bodhi e contemplou profundamente como salvar as pessoas que estão sofrendo.
"Que deixar de lado o desejo, estar em estado de silêncio, é a melhor vitória". Podemos descobrir que o pensamento de Buda Sakyamuni é diferente das pessoas comuns. A maioria das pessoas pensa que ter a família, autoridade, riqueza, status elevado no trabalho ou na sociedade, que é que eles têm as vantagens mais do que os outros, é a vitória. Se eles querem ter tantas coisas, eles devem ter o forte desejo por essas coisas, e devem ter a habilidade social flexível, caso contrário, eles não alcançarão o sucesso. No entanto, o Buda Sakyamuni pensou que sair do desejo, estar em estado de silêncio, é a melhor vitória.
Em outras palavras, isto é, nenhuma competição, nenhuma luta, nenhum argumento e nenhum coração para alcançar o sucesso mundano são a melhor vitória. De nós somos uma criança, que o que nós somos educados são implantados o conceito de sucesso sobre a competição, luta e argumento para a nossa vida melhor, não importa se estamos na escola ou na sociedade. Parece que se não fizermos essas coisas, seremos um perdedor em nossa sociedade, no mundo e em toda a nossa vida. E parece que, se não existem tais conceitos para nossos filhos ou para o público, nosso país perderá o poder da competição no mundo. Tal conceito faz com que muitas crianças e pessoas estejam em estado de ansiedade, medo, sofrimento e mau humor, e as façam ter doenças no corpo físico e mental. Então, devemos esgotar a força física e espiritual das pessoas e os recursos de saúde e gastar muito tempo para tratar essas pessoas.
Portanto, você pode observar que o conceito secular a ser considerado o certo, inteligente e a vitória do público é considerado por Buda Sakyamuni como nenhum brilho. Em outras palavras, o que o pensamento das pessoas comuns é escuridão e estupidez.
Muita gente pensa que tal conceito de Buda Sakyamuni não será positivo e permitirá que seus filhos ou pessoas percam a competição por sua vida no mundo. Eu tenho que dizer que todos eles entendem mal o ensinamento de Buda. De fato, o desejo positivo ocorre de nenhum desejo e do estado de silêncio. Por quê? Se o Buda Sakyamuni não tinha desejo, como seria possível ele falar da lei de Buda por 49 anos e salvar seres conscientes para libertar-se do sofrimento? Em outras palavras, seu desejo havia sido sublimado por ele mesmo. Então, podemos ter dúvidas. Qual é a diferença entre seu desejo e o desejo das pessoas comuns? Ou qual é o desejo sobre o ensinamento de Buda? Pense nisso. Desta escritura, você pode encontrá-lo.
Na explicação estreita, o desejo significa imundícia, como o ganancioso por dinheiro, o amor ao erótico, e assim ocorria o ódio ao povo, a arrogância e a falta de confiança, que manchariam nosso coração para ferir a nós mesmos e aos outros, e nos faz sofrer. Então, a motivação de tal desejo é o egoísmo. Em tal situação, o coração é como grandes ondas, como poderia estar em paz? Deixando de lado esse desejo, não haveria aflição. Nosso coração estaria no estado de paz e silêncio, o que significa que o coração é claro, limpo e puro.
“Morando na grande meditação, conquistando todos os caminhos dos demônios”, o que significa que quando Siddhartha vivia na grande meditação sob a árvore Bodhi, o demônio no céu queria testá-lo e saber se Siddhartha havia eliminado o desejo de coração ou não. . Então, o demônio transformou seus familiares em três lindas garotas, que atraíram Siddhartha com sua beleza e sensualidade. Siddhartha não foi atraído por eles. Pelo contrário, Siddhartha assimilou-os. E então, o demônio no céu tornou-se o defensor para proteger e manter o budismo e suas escrituras.
“O Buda girou a Roda da Lei das Quatro Nobres Verdades no Jardim Selvagem dos Cervos”, o que significa que Siddhartha fala da Lei Buda em relação às Quatro Nobres Verdades, o que significa o sofrimento, o acúmulo, a eliminação e o Dao. . No budismo, girar a roda da lei significa ensinar ou falar da lei búdica. Siddhartha, na profunda contemplação, descobrira que os seres sencientes estavam sofrendo e acumulando o sofrimento todos os dias. Quando pensam em eliminar o sofrimento, entram no Tao para se libertarem do sofrimento, o que significa que entrariam no caminho de Buda.
Em relação ao sofrimento, oito sofrimentos são mencionados, que são o sofrimento da vida, envelhecimento, doença, morte, afastando-se do ente querido ou amado, encontrando-se em ódio, exigindo algo que não poderia ser contente, e o sofrimento de flamejante em cinco agregações.
Tais sofrimentos seriam acumulados dia a dia e, assim, aumentariam nossa aflição. Somente quando sentimos tal aflição, teríamos um pensamento para eliminar o sofrimento. Assim, é possível praticarmos o Tao e provar o Tao, o que significa libertar-nos do sofrimento e, além disso, ajudar os outros a se libertarem do sofrimento.
O Deer-Wild Garden (o sânscrito é mṛgá-dāva) é um lugar famoso na Índia. Na lenda, havia dois Pusa que se transformaram no Rei dos Cervos e se ofereceram ao Rei Humano para proteger o rebanho de veados. O Rei-Humano prometeu e construiu um jardim para proteger o rebanho de cervos. Então o lugar era chamado de Jardim dos Veados-Selvagens. É o primeiro lugar que Siddhartha rodou a Roda da Lei, e é por isso que é tão famosa.
“Salvo Ajñāta Kaundinya e assim cinco pessoas que provaram assim o fruto de Dao.” Quando Siddhartha se iluminou sob a árvore Bodhi, ele pensou qual deles poderia ser salvo. Então, ele pensou nas cinco pessoas, que eram seus parentes e seu protetor para acompanhar com ele a prática do Tao. Ajñāta Kaundinya é um deles. Eles haviam experimentado a prática ascética juntos. Mas, Siddhartha finalmente acha que a prática ascética não funcionou para a iluminação. Siddhartha então aceitou a oferta de leite de uma menina. Ajñāta Kaundinya e assim cinco pessoas pensaram que Siddhartha desistiu da prática ascética e depois o abandonou. Depois que Siddhartha aceitou a oferta de leite de uma menina, ele retornou a árvore Bodhi e sentou-se para meditar continuamente. Então, em uma noite, ele se iluminou completamente. Depois disso, ele falou sobre a primeira escritura “A escritura da grande direção, amplamente difundida pela solenidade”, que em sânscrito é mahā-vaipulya-buddhâvata-sātra-sūtra. Esta é uma escritura incrível. No entanto, é pena que seja difícil de ser compreendido pelas pessoas comuns. Então ele teve que falar sobre o que as pessoas comuns poderiam aceitar e entender, como essa escritura.
Ajñāta Kaundinya e assim cinco pessoas foram as primeiras pessoas a serem salvas por Siddhartha e se tornaram seu primeiro discípulo, que havia provado o fruto de Dao. Isso significa que eles alcançaram o fruto de Arhat. Então, quando somos iluminados, quem será salvo por nós? Naturalmente, nossos familiares ou parentes serão os primeiros. Então, como essas pessoas devem ser iluminadas? Quando você ler, entender e compreender cuidadosamente esta escritura, você saberá.
“Também houve várias perguntas feitas por Bhikkhu, que perguntaram ao Buda sobre o sinal verde e pararam.” Bhikkhu é sânscrito. Significa monge budista. Também tinha o significado de romper o mal no coração, aterrorizar o demônio, purificar para obedecer aos preceitos e o erudito implorando, o que significa que eles praticam o Tao para cortar seus problemas, conquistar o demônio dentro e fora, obedecer os preceitos com o coração limpo, e para pedir comida, de modo a manter a vida para praticar o Dao e eliminar o coração ganancioso.
O mal no coração e o demônio de dentro e de fora significa os problemas e aflições no coração. O ir em frente e parar estão relacionados a como colocar o Dao em prática, o que deve ir em frente e o que deve ser parado quando se pratica o Dao, o que também é mencionado nesta escritura.
“O ensino e a admoestação do Honrado Pelo Mundo permitem que eles se iluminem um por um. Colocando as palmas das mãos juntos, eles respeitosamente prometeram cumprir a admoestação do Honrado pelo Mundo. ”Então, se você tivesse entendido e entendido completamente essa escritura, você poderia ser inspirado ou iluminado da mesma forma que os monges budistas. Inglês: (The Prologue)A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/prologo-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.09.06 16:39 TaoQingHsu (Introdução) Uma breve conversa sobre a Escritura de quarenta e dois capítulos dita por Buda

Co-tradutores no tempo da dinastia Han Oriental, China (25 a 200 dC): Kasyapa Matanga e Zhu Falan (que traduziu a dita Escritura do sânscrito para o chinês).
Tradutor nos tempos modernos (D.2018: Tao Qing Hsu (que traduziu a dita Escritura do chinês para o inglês).
Professor e escritor por explicar a dita Escritura: Tao Qing Hsu
Introdução
Esta escritura refere-se à fala de Dao, que é cerca de 1H5W (como, o que, quando, onde, porquê e quem).
"Dao" é "Tao", que é transliterado do caráter chinês. Seu significado original é caminho, caminho e estrada. Então, seu significado é estendido para falar, dizer, método, lei, doutrina, moralidade, habilidade, capacidade e o sistema de pensamento da religião ou da educação. O sistema de pensamento da religião ou educação inclui os significados acima mencionados.
Não importa o Daoísmo ou o Budismo é apenas um dos sistemas de pensamento da religião ou da educação. Ambos usam o caractere "Dao" ou "Tao". No entanto, seu ditado ou doutrina ou método é algum tipo de diferença. Mesmo assim, descobriremos que o objetivo final é o mesmo, se realmente colocarmos o Dao em prática. Eu traduzo esta escritura do chinês para o inglês. Eu uso a palavra "Dao" em vez de " caminho " ou " maneira ", porque eu acho que essa palavra "Dao" poderia ser percebida mais amplamente. Isso é que não há limite para o Dao. O Buda disse que não há nenhum Dao exterior do budismo. Tudo é budismo. Por quê? Isso é muito profundo ensino e realização. E por que o taoísmo do sistema de pensamento local e o budismo do sistema de pensamento exterior poderiam coexistir pacificamente na cultura chinesa. A partir dessa escritura, você pode saber disso.
Além disso, quando estou traduzindo, uso a palavra da forma mais simples possível para que ela seja compreendida pelo público. É claro que não é apenas a tradução palavra por palavra, a maior importância é que o tradutor entenda o significado do que o Buda disse e já tenha colocado o Dao na prática para que o verdadeiro significado possa ser transmitido apropriadamente.
Esta escritura está relacionada com o ensinamento do Buda Siddhartha aos seus discípulos que são monges budistas. Seu ensinamento também é bom para nós em nossa vida diária e pode nos inspirar, embora não sejamos monges budistas.
Além disso, esta escritura quase incluiu todo o ensinamento do budismo. É fácil saber, no entanto, é difícil colocá-lo em prática. Então, é um grande desafio para os nossos maus hábitos internos. Por quê? Para colocar o ensinamento de Buda em prática, precisa de cérebro, alguns métodos e leva tempo. Então, não é fácil aprender Buda. Mesmo assim, há também a maneira fácil de aprender o Buda. Como? Para recitar ou cantar o nome de Buda ou Pusa, como Na Mo Amitabha, Na Mo Pusa Mundo-Sons-Percebendo. É algum tipo de método para concentrar nossa mente e nos concentrar em uma coisa. A maior importância é que nosso coração corresponda à compaixão e à sabedoria de Amitabha ou Pusa World-Sounds-Perceiving. Então, existe o significado para nós. Finalmente, descobriríamos que Amitabha ou Pusa Mundo-Sons-Percebidos não é outra coisa, está em nosso coração. Isso significa que nós e Amitabha ou Pusa World-Sounds-Perceiving não são diferentes. Isso é que somos um.
Esta escritura também é mencionada sobre os três venenos que prejudicariam nosso corpo físico e mental, sobre os seis métodos que nos permitem entrar na sabedoria e sobre dez coisas que poderiam nos deixar acumular nossa virtude. Naturalmente, essa escritura é comentada sobre o status final do aprendizado de Buda. "Buda" é um nome dado pelas pessoas. De fato, quando estamos no status final, a palavra “Buda” não é um significado para nós. Por quê? Quando você está no status, você saberá. Em uma palavra, esta escritura está relacionada para aprender o Buda e seus métodos.
Por que a maioria das pessoas tem a sensação de ser traída, magoada ou atacada e por que algumas pessoas querem trair, magoar ou atacar os outros, porque mantêm as coisas diferentes no coração ou na mente e pensam que essas coisas existem. Em outras palavras, seu coração e mente são ocupados por essas coisas. Sob tal situação, como poderiam manter o pensamento racional e a emoção pacífica no coração e na mente?
No passado, temos muitos desentendimentos sobre o budismo. Isso porque o significado profundo do budismo é difícil para o público entender. O profundo significado do budismo é falado sobre o vazio no coração. Quando a maioria das pessoas já ouviu isso, elas se sentem desagradáveis, porque querem ter amor, desejo, fama, poder, dinheiro e valores, até mesmo para controlar os outros e querem que os outros obedeçam a sua intenção gananciosa ou odiosa.
De fato, quando tivermos entendido o profundo significado do budismo, perceberemos que nada poderia nos controlar, como a fama, o poder, as vantagens ou outras intenções malignas. E também não temos intenção de controlar os outros.
Além disso, ninguém poderia nos ferir ou nos atacar. Por quê? Quando estamos no estado de Vazio no coração, não há nada para ser ferido ou para ser atacado, como usar uma espada para cortar o céu, o céu ainda está lá. O céu está ferido? Não. No entanto, a pessoa que usa uma espada para cortar o céu com ódio já esgotou sua própria energia. A partir dessa escritura, você pode ser entendido.
Portanto, não se limite ao conceito ou significado da palavra do budismo. Na verdade, o destaque do budismo é o nosso coração que está preocupado com a humanidade, não importa o que acreditamos ou o que é a nossa fé. O ensinamento de Buda é autocontrole, não para controlar os outros; é auto-exigência, não exigir dos outros; não buscar o coração dos outros. Em uma palavra, é autodisciplina, não disciplinar os outros. E isso depende da natureza do vazio do nosso interior, não depende de qualquer objeto ou coisa de fora da situação.
Em segundo lugar, não existe tal conceito de traição no budismo. Por quê? Deve haver qualquer objeto ou coisa, de modo que dizemos que traímos o objeto ou coisa. No budismo, não há objeto ou coisa no coração, como poderíamos trair o objeto ou a coisa inexistente, ou como poderíamos trair o vazio? Este conceito é difícil de ser entendido. Mas, se você ler atentamente essa escritura, poderá entender.
Então, nós estendemos o significado acima mencionado. Não há violência ou força no budismo. Se as pessoas disserem que querem brigar com alguém, o que significa que há algum objeto ou coisa na situação externa e em seu coração e mente que os deixa irritados para que eles queiram usar a violência ou a força. Entretanto, no coração budista de profunda prática, não há objeto ou coisa no coração e na mente que possa torná-los infelizes, mesmo que qualquer objeto ou coisa maligna exista na situação externa. Então, como eles poderiam lutar com quem, de modo a usar a violência ou a força? Por que o monge ou freira budista ou o aprendiz de Buda que pratica profun- damente é um dos três tesouros? Agora, sabemos que eles são um dos que fazem a paz na nossa sociedade e no mundo.
Deixe-me falar sobre a história desta escritura em um breve. De acordo com os registros, essa escritura é a primeira escritura sendo transmitida da Índia para a China e traduzida do sânscrito para o chinês. O tempo é na Dinastia Han da China (B.C.220 - A.D.220). Esta escritura também é traduzida como "O Sutra de Quarenta e Dois Capítulo". Que você pode encontrar na Internet, e que outra história interessante pode ser encontrada em WiKi se você estiver interessado. Inglês: (Introduction)A Brief Talk about The Scripture of Forty-Two Chapters Said by Buddha
https://po-bvlwu.blogspot.com/2018/10/introducao-uma-breve-conversa-sobre.html
submitted by TaoQingHsu to u/TaoQingHsu [link] [comments]


2019.06.03 20:11 Rasolar [TOMT] Estou procurando um livro que se passa na Ásia

Esse é um daqueles tópicos que a gente faria no /tipofmytongue, mas como é algo mais voltado pro contexto brasileiro (embora seja 99% certo que o livro seja estrangeiro), só vou deixar pra perguntar lá se eu não tiver sucesso aqui.
Tem um livro que eu via muito nas livrarias quando eu era menor (uns 8 ~ 15 anos atrás, creio), não faço ideia da história, só me lembro levemente da capa (pareço um idiota por estar procurando por esse livro). Mas sempre tive muita curiosidade sobre ele (ou estou tendo curiosidade agora que revejo minhas memórias...), por isso que eu o estou procurando. Quem tem pelo menos 30 anos e andava muito em livrarias com certeza se bateu com esse livro, não estou dizendo que ele era um dos top vendidos, mas aparecia sempre nas lojas.
Descrição: O tom de cor da capa é amarelado e tem um asiático (chinês?) remando (em pé? tentarei não ser muito descritivo para não incluir informações falsas) sobre um rio. O livro era grande (se bem que tudo parece ser grande quando você é pequeno...), então creio fortemente que o livro tem mais do que 300 páginas, a não ser que as páginas fossem muito grossas. Como eu disse, não faço ideia do que se trata a história, mas chutaria uma história de amor.
submitted by Rasolar to brasil [link] [comments]


2018.12.12 16:01 Alfre-douh Bombo

Perder apostas não é nada fácil. Nada fácil mesmo… Há todo um investimento emocional que começa a gerar-se como um super ciclone. As nossas certezas, ainda meio vagas, começam a consumir toda a espécie de apreciações e a catalogá-las a incrementos de velocidade exponenciais. Começa com um simples “é ou não é?”, e saltando completamente acima do subliminar “quero ou não quero que seja?”, começamos a pensar “tem de ser que eu não curti muito da ideia oposta”, “tem de ser que o locutor é um bezerrinho a armar-se em boi”, “tem de ser porque…já comecei a acreditar que é” e apartir daí está em marcha e nada mais há a fazer que não seja aguardar que a experiência psicossocial de ver um touro claustrofóbico na loja do chinês corra pelo melhor.
O meu filho quis meter-se comigo, conseguiu. Aproximou-se de mim enquanto eu estava a ver um documentário sobre a solução do mundo ser privar a China de proteína animal e disse-me:
“Então então Alfredo?! Boa tarde… belo pijama, tem um bolsinho no peito e tudo…”
“Sim tem. É onde eu guardo o teu sentido de humor…”
“Alfredo, Alfredo, Alfredo…” devolve ele, enquanto coça o queixo e passeia para trás e para a frente, ocultando pendularmente a visualização do meu documentário. “Ouvi-te dizer no outro dia que a She’s a rainbow é uma música dos Beatles…”
“Por amor de Deus…filho, tu não distingues diferença na voz entre o John Lennon e Paul McCartney nem que eles estivessem com a Fátima Campos Ferreira pelo meio. Queres provocar o teu velho e sais-te com uma dessas? Respeita-me as rugas e vai lá para o teu quarto ouvir shoegaze…”
E ele toca de insistir, agora com um esgar de puto manhoso.
“Alfredo, Alfredo, Alfredo… Ai, Alfredo” insiste ele. “…tanta sobranceria num bigode tão ridículo… Tudo em ti é clarividência… Aposto que na tua banda de sonho o Ray Manzarek toca bateria e o John Bonham teclas…”
Fiquei com uma vontade de po-lo a comer uns gafanhotos. O puto acertou-me no nervo.
“Cuidado puto! Não te aceito que brinques com o Olimpo… Geração tão básica a tua, acham que o Youtube ensina, não é?! A diferença é que eu estive lá, vivi, tu podes tentar melindrar-me o que quiseres, mas eu vivi… rezo para que tenhas a mesma sorte com as tuas bandinhas de letras a queixar-se das mães e das namoradas.”
Acertei-lhe bem, porque o esgar de troça com que estava vira claramente raivinha. Pára e olha para mim, ocultando agora completamente a minha visibilidade e diz-me:
“Ok… então percebes de música e eu não, certo? Que tal uma pequena aposta? Um pequeno confronto saudável? A tua magnanima história de vida versus a minha aprendizagem de Youtube” e assinala umas aspas com os dedos ao dizer Youtube.
“Filho… já percebi! Deixei cair o teu sentido de humor do bolso do pijama e tu apanhaste-o foi? Achas que me podes bater numa conversa de musica da minha geração? Vamos a isso… Pode ser que no processo aprendas que o valor da humildade é, esse sim, magnanimo.”
Ele tenta esconder um sorriso e por momentos fico inseguro. Recomeça a coçar o queixo e a andar de trás para a frente.
“…Voltemos ao início então, meu estimado Pai. Eu digo que a She’s a rainbow é dos Rolling Stones. Tu dizes-me que é dos Beatles…com toda a humildade que te é conhecida diga-se…”
“Digo e aposto aqui o que tu quiseres pirralho!”
“Ok, vamos a isso então!…Se tiveres razão, eu meto a viola no saco e arranjo-te o CD dos Stooges que dizes, de forma sempre tão pertinente, ter sido a banda sonora do acto que me gerou. Contudo, se eu tiver razão…vamos os dois ao, humilde, IV Congresso do Bombo no Seixal. Parece-te razoável?”
“Ó meu filho, parece-me divinal que estejas disposto a receber humildade de forma tão digna!”
“Óptimo!” diz ele numa língua de serpente que por qualquer razão eu entendi.
Ele senta-se então ao meu lado no sofá. Desbloqueia o ecrã do telemóvel, sem que eu consiga perceber qual a password. Vai ao youtube e, com o indicador a tocar o teclado de forma espampanante, digita “Shes a rainbow”.
[…]
O meu queixo descai uns dois centimetros em latitude e parece querer ficar por ali. O cabrãozinho tem razão…
Dou, vagamente, por ele a levantar-se e a sair de cena, enquanto no telemóvel passa uma actuação dos Rolling Stones em 1966.
Volta passado um minuto. Tem um tamborzinho, que eu lhe ofereci em pequeno, nas mãos. Todo eu sou uma personagem perdida no tempo e no espaço. Sinto-me uma poia a flutuar no espaço sideral.
Ele coloca o tambor com cuidado, no preciso lugar onde ele se tinha sentado e diz-me ao ouvido:
“Toca a Rufar, Alfredo!”
Ao virar-me costas começa com o seu riso esganiçado e solta um: “…mas atenção… rufa, mas rufa com humildade!” E sai de cena…
submitted by Alfre-douh to escrita [link] [comments]